Em processo contra o SBT, Rachel Sheherazade expõe até Carlos Nascimento

Rachel Sheherazade e Carlos Nascimento tinham richa nos bastidores do SBT Brasil (foto: Divulgação/SBT)
Rachel Sheherazade e Carlos Nascimento tinham richa nos bastidores do SBT Brasil (foto: Divulgação/SBT)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Para provar que tem razão em seu litígio milionário contra Silvio Santos, Rachel Sheherazade definitivamente não hesitou em quebrar a caixa-preta do SBT. Além do duro e-mail enviado por José Roberto Maciel, a jornalista expôs uma série de conversas entre ela e José Occhiuso, diretor do departamento. Nas mensagens anexadas pelo jurídico da comunicadora, ela revela uma espécie de richa com Carlos Nascimento, com quem dividiu a apresentação do SBT Brasil durante seis anos. Em três meses, ela se queixou do espaço dado ao colega por pelo menos cinco vezes.

“Chefe, sem ser chata, ontem, nenhum off meu foi ao ar. O Nascimento gravou dois. Hoje, só li um off contra três offs do meu colega. Acho que esse desequilíbrio deveria ser revisto pelos produtores e editores do jornal. Já estou fora do ar nas sextas-feiras. Parei meus vídeos, sai de algumas redes. Estou me apagando. Não acho razoável tornarem minhas falas ainda mais raras”, lamenta a jornalista, em conversa feita em 17 de novembro de 2019.

Ainda no mesmo diálogo, que aconteceu seis dias depois da primeira reclamação anexada ao processo, Rachel Sheherazade insinua estar sendo sabotada pela equipe do SBT Brasil. “Considero um desprestígio. Desculpe voltar a tocar nesse assunto, mas acho que a edição poderia ser mais diligente e justa na divisão de falas e offs, sem privilegiar um apresentador em detrimento do outro. Afinal, somos uma dupla no comando do jornal, mas as vezes sinto como se eu estivesse no segundo plano, como um vagão sendo puxado pela locomotiva”, justificou.

José Occhiuso se limitou a dizer que a jornalista não o chateava e prometeu observar os espelhos (nome dado ao roteiro do telejornal) do noticioso “com lupa”. Nove dias depois, ela voltou a se queixar mais uma vez do espaço concedido para Carlos Nascimento. “Chefe, quando puder dá uma olhada no espelho de ontem. Quatro notas para o Nascimento, nenhuma nota para mim”, alertou. Dessa vez, o diretor não respondeu ao apelo da apresentadora.

Em 7 de janeiro de 2020, ela procurou novamente o gestor para reclamar da montagem do SBT Brasil. “Desculpa te incomodar, mas você me disse que toda vez que voltasse a acontecer o problema, eu poderia te avisar. Lamento ter que trazer esse assunto a você, que tem coisas mais importantes para cuidar no Jornalismo. Piscou, os probleminhas voltam”, disse a jornalista. “Saí mais cedo hoje e não consegui ver tudo. Fez bem em avisar”, respondeu Occhiuso.

Um dia depois, em 8 de janeiro, Sheherazade procurou o diretor mais uma vez e voltou a se queixar do excesso de “sequências com um só apresentador”. O chefe do departamento, que já havia excluído outras mensagens enviadas por ele naquele dia, não respondeu ao contato da comunicadora. Eles voltaram a conversar apenas no dia 13, mas o jurídico da ex-âncora da emissora não anexou a continuação do bate-papo, feito em um famoso aplicativo.

A reportagem do TV Pop teve acesso aos diálogos em que Rachel Sheherazade se queixa de Carlos Nascimento para o diretor de Jornalismo do SBT. A seguir, veja a íntegra do conteúdo, que foi anexado pelos advogados da jornalista na ação movida contra a emissora de Silvio Santos:

 

Leia mais