Gabily esclarece barraco com Flavia Gabê: “Eu não entendi muito bem”

O circo continua pegando fogo entre Gabily e Flavia Gabê por conta do De Férias com o Ex (foto: Divulgação)
O circo continua pegando fogo entre Gabily e Flavia Gabê por conta do De Férias com o Ex (foto: Divulgação)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Gabily se manifestou em uma live em suas redes sociais sobre o comentário feito por Flavia Gabê durante o programa De Férias com o Ex Brasil: Celebs em que dizia que “preferia ser mais fina e maloqueira do que puta”. “Eu fiquei sumida o dia inteiro, fiquei reflexiva e ontem foi uma noite um pouco difícil pra mim. Passou um comentário feito no programa ontem e antes de qualquer coisa, eu quero dizer que eu já desculpei e a Flavia já me mandou mensagem, reconhecendo que errou, mas aconteceu um comentário muito infeliz”, afirmou a funkeira.

Gabily afirmou que estava esperando a edição passar para ver a frase completa dita por Flavia Gabê. “Como é muito editado, eu tô esperando pra ver se vai passar algo sobre isso ainda. Ontem no final do programa ela fez um comentário muito infeliz falando que preferia ser fina e maloqueira do que puta. Eu publiquei nas minhas redes sociais e ela respondeu que não era sobre a pessoa e sim, sobre estilo. Ou seja, o meu estilo era estilo de puta? Eu não entendi muito bem”, questionou ela.

“Ela me mandou mensagem se desculpando e quem sou eu para não desculpar? Em algum momento, eu errei com ela. Eu queria aproveitar o que aconteceu pra falar com todo mundo que tem mania de criticar uma mulher pelo que ela veste, pelo que ela canta ou pelo que ela é. Isso é tão antiga e brega!”, declarou ela.

Gabily afirmou já ter passado por muitas dificuldades para chegar onde chegou. “Eu sou uma mulher que eu vim de comunidade, eu batalhei muito e estudei muito pra ser alguém. O que aconteceu foi um gatilho muito grande para mim. Eu passei muita dificuldade nos últimos três anos de carreira porque eu não me vendi para chegar onde eu cheguei. Eu resisti a toda forma de assédio e desmoralização que eu passei por ser mulher”, concluiu ela.

Leia mais