Mara Maravilha provoca Xuxa: “Pode ser rainha, mas a coroa enferruja”

Mara Maravilha provoca Xuxa em entrevista (foto: Reprodução)
Mara Maravilha provoca Xuxa em entrevista (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Na geladeira do SBT desde que foi tirada do elenco do Fofocalizando, Mara Maravilha alfinetou Xuxa Meneghel, conhecida como a eterna rainha dos baixinhos. “Pode ser rainha, mas uma hora tem que passar a coroa porque enferruja”, provocou a ex-apresentadora infantil. Em entrevista à revista Quem, Mara falou sobre sua relação com as loiras Xuxa, Angélica e Eliana. “Com Eliana, sempre tive uma relação ética, de respeito, admiração, sem nenhum deslize e até de amor. Temos uma relação de sororidade. A polêmica começou, na verdade, com a Sabrina Sato. Ela fez uma live com a Angélica e a pegou de surpresa dizendo: ‘A Mara está pedindo para entrar no grupo’. Nunca pedi”, esclareceu.

Segundo Mara Maravilha, foi Sabrina Sato quem acabou causando a confusão sobre o grupo de WhatsApp em que está o trio de apresentadoras infantis. “A culpada foi a Sabrina (risos). Sabrina trollou a Angélica e eu nunca pedi isso. Ela que falou para Angélica que eu pedi para entrar no grupo. Eu nunca pedi. Afinal, eu sou a morena, né? (risos). Essa história geração, mas continuo sendo a morena que reina. Às vezes, sai na imprensa algo que você nem cogitou. Mágoa? Eu não. Estou feliz com um maridão de 32 anos, estou bem, com saúde, com um filho que me dá alegria”. Vou ligar para grupinho de WhatsApp?”, esnobou a apresentadora.

Mara também falou sobre a recusa de Xuxa em participar de uma live promovida por ela: “Depois da confusão, cheguei a ir ao programa da Eliana – que é sempre muito respeitosa comigo e sempre valorizou minha história. Com a Eliana, eu consegui me resolver direto. Com a Xuxa, sempre tive uma relação de ir aos programas dela – na Globo, na Record, na Argentina. Ela vai ser sempre a rainha, mas sempre que participei de programas com ela, a audiência subiu. No ano passado, meu assessor ligou para a assessora dela para pedir uma live e aí tivemos uma recusa. Como assim? Eu sempre fui aos programas dela. Acho que as coisas mudaram e não são mais como antigamente. Ao dizer que a relação não é mais a mesma, não quer dizer que eu não tenha sentimentos bons”.

“Eu já tinha ido em programas dela na Record e na Argentina. Então, nossa história é estritamente artística? Ah, então beleza. Cada uma sabe o que tem dentro de si. Continuo tendo o mesmo amor por ela, mas com uma visão diferente. E o estopim veio justamente na época em que eu e minha família estávamos com Covid. Não estava fazendo sensacionalismo em cima disso e aí veio um comentário do Junno [Andrade, cantor e namorado de Xuxa] em uma foto delas: ‘Esse, sim, é um grupo mara’”, desabafou.

A artista ainda aproveitou para provocar a mãe de Sasha Meneghel: “Ninguém é obrigado a andar com ninguém, mas também não cutuquem a onça com vara curta. Repito: se quer paz, amém; se quer guerra, me fala. As pessoas começaram a falar que o Junno foi inconveniente, que tirou com a cara da Mara, que a Mara estava sentida… Enquanto eu estava na minha. Esta é a primeira vez que estou desenrolando e contando a história em detalhes, desde a trollagem da Sabrina. Escrevei lá: “este grupo é mara e o Junno é mala”. Ado-ado-ado, cada um no seu quadrado. Pode ser rainha, mas uma hora tem que passar a coroa porque enferruja. Eu vou continuar sendo maravilha e sou a típica brasileira. Gosto muito das loiras, mas sou morena, graças a Deus”.

Leia mais