Para evitar imprevistos, novela Pantanal terá apoio de cidade cenográfica na Globo

Cristiana Oliveira interpretou a protagonista de Pantanal na primeira versão da novela (foto: Globo/Gabriel Nascimento)
Cristiana Oliveira interpretou a protagonista de Pantanal na primeira versão da novela (foto: Globo/Gabriel Nascimento)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Em pré-produção, a nova versão de Pantanal que a Globo prepara para estrear na faixa das 21h em 2022 contará com uma estrutura de apoio robusta nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro. As informações são da colunista Cristina Padiglione, que assina a coluna Zapping no jornal Agora S.Paulo. Embora já tenha visitado algumas cidades da região onde as externas devem ser gravadas, como Aquidauana, a 140 km de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a equipe do folhetim terá à sua disposição uma cidade cenográfica mais completa do que a estrutura de estúdios que a TV Manchete tinha há 31 anos, quando produziu a versão original da história de Benedito Ruy Barbosa.

Com a cidade cenográfica em casa, a Globo evitará que problemas logísticos apareçam durante o período de gravações da trama, como queimadas ou cheias dos rios. O elenco de Pantanal ainda está em aberto, mas tudo indica que a protagonista será vivida pela atriz Alanis Guillen, que já gravou testes para Juma Marruá no remake. Ela aguarda apenas a confirmação da Globo. Assim que saíram as primeiras notícias sobre a nova versão de Pantanal, muito se especulou sobre qual atriz interpretaria a personagem que Cristiana Oliveira deu vida no começo dos anos 90. O nome de Vanessa Giácomo figurou como um dos favoritos para o papel da jovem selvagem que se transforma em onça, mas a artista recusou a oportunidade em conversa com Rogério Gomes, o diretor da trama.

“Não foi nem uma decisão da direção de eu não fazer [Juma Maurrá]. Eu falei com o Papinha: ‘Eu não me sinto à vontade para fazer uma personagem que é virgem, que tem 20 anos. Eu quero uma personagem que tenha uma adequação melhor. Se não tiver, eu super vou entender, faço numa próxima vez. Eu amaria fazer essa novela, é um clássico, mas não é para mim agora, não é o que eu quero contar nesse momento’. Ele super concordou, também acha a mesma coisa. Eu já trabalhei muito com o Papinha em várias novelas, então eu tenho essa liberdade, e ele comigo. Foi uma coisa muito clara desde o início”, contou a atriz.

 

Leia mais