Dudu do Palmeiras é absolvido de acusações de agressão contra ex-mulher

Agressões de Dudu contra a ex-mulher não foram comprovadas (foto: Reprodução)
Agressões de Dudu contra a ex-mulher não foram comprovadas (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Dudu, jogador do Palmeiras emprestado para o Al-Duhail, foi inocentado pela Polícia Civil da acusação de agressão movida por Mallu Ohana, sua ex-mulher e influenciadora digital. O relatório final da delegada Adonilza Lopes de Oliveira, responsável pela 9ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, diz que durante a investigação não foram encontradas provas que sustentassem que o atacante cometeu agressões.

Nas redes sociais, Dudu desabafou para comemorar. “Nos últimos meses, passei por um momento bem pesado. Posso dizer que foi um dos mais difíceis da minha vida. Somente as pessoas próximas a mim sabem como foi duro ser acusado por algo que jamais faria, mas, graças a Deus, chegou ao fim de uma maneira que não me causa nenhuma surpresa. A verdade prevaleceu e, como sempre disse, sou inocente”, afirmou.

O atacante relembrou as críticas recebidas nas redes sociais durante todo o processo. “O linchamento público foi cruel e dolorido, mas nunca me dei por vencido. Para continuar firme, me apeguei ao amor aos meus filhos e recebi muita força das pessoas que ficaram ao meu lado. E também devo dizer que sempre acreditei na justiça”, disse Dudu.

O jogador ressaltou que sempre colaborou com as investigações para provar sua inocência. “Por todo esse tempo, me mantive longe do debate público e colaborei com o trabalho da polícia. Jamais fui intimado a nada. Sabendo da minha inocência, da qual nunca tive dúvida, me apresentei, espontaneamente, dei meus depoimentos de peito aberto e até entreguei o meu telefone celular para a averiguação da perícia, sem qualquer restrição de acesso pelos profissionais. Ao longo da investigação, os testemunhos, imagens e provas sempre corroboraram com a minha versão. Agora não é mais apenas a minha parte da história, é a verdade dos fatos, é o resultado de uma investigação detalhada e demorada, realizada de maneira isenta e minuciosa pela polícia”, contou ele.

“Quero olhar para frente, seguir em paz ao lado das pessoas que eu amo e fazer o que mais gosto, que é jogar futebol. Agradeço aos que estão me enviado mensagens por todo esse tempo. O apoio de vocês me ajudou a encontrar forças nas horas que precisei. Mais uma vez, obrigado a cada um de vocês”, encerrou o jogador.

Leia mais