Em carta aberta, SBT se posiciona sobre transmissão da Copa América

O SBT divulgou uma carta para defender a transmissão da Copa América (foto: Arte/SBT/TV Pop)
O SBT divulgou uma carta para defender a transmissão da Copa América (foto: Arte/SBT/TV Pop)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O SBT divulgou uma carta aberta na noite desta quinta-feira (10) para esclarecer os motivos que levaram o canal a voltar a investir na aquisição de direitos esportivos como a Copa América. A realização do torneio no Brasil tem sido alvo de críticas de vários setores da sociedade por conta dos riscos de se promover um evento com comitivas internacionais no momento em que a crise sanitária se caminha para mais uma onda de novos casos da doença respiratória no país. A emissora e os patrocinadores serão alvos de uma investigação do Ministério Público Federal.

“O Esporte sempre foi um dos instrumentos de formação e de inclusão social, propiciando à população em geral o acesso a uma vida mais saudável e a oportunidade concreta de ascensão social para milhares de jovens. Nesse sentido, o futebol seguramente é o mais visível e acessível em nosso país”, inicia o texto divulgado pela assessoria de imprensa de Silvio Santos.

O SBT diz que, por entender a importância do futebol na vida dos brasileiros, decidiu voltar a disputar os direitos de futebol com profissionalismo e respeito aos demais concorrentes: “[O SBT] tem sido vencedor em torneios relevantes como a Copa Libertadores, Champions League, Europa League, Copa do Nordeste e a Copa América. O SBT faz isso porque acredita que o futebol, sendo o esporte mais popular de todos e de grande atração de audiência, é uma combinação perfeita com uma emissora popular como a nossa, tão querida pelo público”.

O canal também explicou que as negociações dos direitos da Copa América começaram no final de 2020, e que a emissora assumiu a obrigação de transmitir a competição onde quer que ela ocorresse. Inicialmente, o torneio aconteceria na Argentina e na Colômbia, mas os países se recusaram a sediar a disputa por conta do agravamento da crise sanitária. “Coerentemente, o SBT realizará a transmissão da Copa América em cumprimento aos contratos de direitos e de patrocínios, tal qual vem ocorrendo com todos os demais detentores de direitos de futebol e olimpíadas neste exato momento, e em acordo com as diretrizes de cada Estado da Federação”, justificou.

Leia na íntegra a carta divulgada pelo SBT sobre a transmissão da Copa América:

“O Esporte sempre foi um dos instrumentos de formação e de inclusão social, propiciando à população em geral o acesso a uma vida mais saudável e a oportunidade concreta de ascensão social para milhares de jovens. Nesse sentido, o futebol seguramente é o mais visível e acessível em nosso país; gera paixão, aspiração e sentimento de pertencimento na população, ao ver seu time campeão ou quando vê a Seleção Nacional jogando e conquistando títulos. Muitos dos ídolos brasileiros vieram do futebol que faz parte de nosso patrimônio cultural.

Justamente por entender essa importância, o SBT decidiu voltar a disputar os direitos de futebol e, com profissionalismo e respeito aos demais concorrentes, tem sido vencedor em torneios relevantes como a Copa Libertadores, Champions League, Europa League, Copa do Nordeste e a Copa América. O SBT faz isso porque acredita que o futebol, sendo o esporte mais popular de todos e de grande atração de audiência, é uma combinação perfeita com uma emissora popular como a nossa, tão querida pelo público. O SBT está trazendo grandes eventos e fazendo uma transmissão com sua cara, do seu jeito, que se espelha no brasileiro de todos os cantos do país, e preocupado sempre em engrandecer o futebol, os clubes e as marcas patrocinadoras. O SBT, percorrendo as trilhas do jogo limpo e competitivo, sem qualquer protecionismo, está dando pluralidade democrática ao futebol em TV aberta para que não fique concentrado. Isso é relevante! Ganham o público e o esporte!

Assim, no final de 2020, o SBT deu início às negociações pelos direitos de transmissão da Copa América que legitimamente conquistou, e assumiu a obrigação de transmissão onde quer que ocorresse. Coerentemente, o SBT realizará a transmissão da Copa América em cumprimento aos contratos de direitos e de patrocínios, tal qual vem ocorrendo com todos os demais detentores de direitos de futebol e olimpíadas neste exato momento, e em acordo com as diretrizes de cada Estado da Federação. Cabem às Autoridades, Confederações, Federações e Clubes resguardarem todas as questões relacionadas aos protocolos sanitários necessários em função da pandemia, para que todos os campeonatos de futebol e eventos esportivos em andamento continuem sendo um ambiente seguro a todas as pessoas envolvidas.

Ao SBT, cabe informar com isenção, como tem feito desde o início da pandemia, para a devida conscientização sobre a importância do uso de máscaras, do distanciamento social, da não aglomeração de pessoas e desejar que consigamos avançar rapidamente com a vacinação de toda população para assim superarmos essa enorme crise que tantas vidas já levou em nosso país e no mundo e pelas quais lamentamos e nos solidarizamos.

O SBT acredita na capacidade da Conmebol para a organização segura do torneio e espera que tudo corra bem com os atletas, delegações e profissionais envolvidos em sua execução e cobertura, e que a transmissão possa levar um conteúdo de qualidade ao nosso público e aos nossos patrocinadores.

Esta é a posição do SBT.”

Leia mais