Fenômeno da Record e da RedeTV!, Johnny Test precisava de um “revival”?

Nova versão de Johnny Test traz maior qualidade de imagem e novas histórias (foto: Divulgação/DHX Media)
Nova versão de Johnny Test traz maior qualidade de imagem e novas histórias (foto: Divulgação/DHX Media)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Johnny Test foi um dos grandes sucessos do Cartoon Network em 2006, e também teve bons índices de audiência na TV aberta, em que foi transmitida pela Record e RedeTV!. A série mostra a vida do garoto de mesmo nome que é usado como cobaia por suas irmãs Susan e Mary Test e tem um cão falante antropomorfizado chamado Dukey. Com seis temporadas completas, a animação volta em 2021 para uma nova abordagem pensada para os dias de hoje.

A nova série promete revisitar a vida da família Test em duas temporadas já confirmadas. Embora não tenha mais relação alguma com a série original em relação à produção, os novos episódios funcionarão como uma continuação direta do desenho original. Vai de como o espectador preferir entender: pode ser uma sétima temporada ou uma nova “primeira”.

Scott Fellows, criador da animação original, estará de volta como showrunner, o que já é um excelente indicativo de que podemos esperar genialidades do mesmo nível nas novidades que estão por vir. 

O “cabelo de fogueira” chegou originalmente em 2005, mas sua popularidade se deu com a chegada ao famoso canal de desenhos infantis alguns meses depois. A versão original hoje está disponível na Netflix, embora conte apenas com as temporadas 1, 2, 5 e 6. Para fins de comparação, os Estados Unidos possuem todos os episódios e o Reino Unido conta com apenas três das seis temporadas. 

Um dos problemas dos serviços de streaming é a fragmentação do conteúdo dos seus catálogos ao redor do mundo, uma vez que contratos e distribuidores quase sempre variam. A Netflix precisará pensar em algo para ajustar a disponibilidade da série original na plataforma, uma vez que é altamente provável que ela sirva de chamariz para a novidade. O contrário também é verdadeiro; quem assistir a nova série pode se interessar em ver a animação original e se deparar com episódios faltando não é uma boa abordagem.

Ainda falando em produção, os novos episódios serão disponibilizados em 4K, um baita salto de qualidade em relação ao original. A Netflix pretende também trazer um especial interativo e já trouxe a maioria do elenco da dublagem original do Brasil, com algumas exceções. Grandes nomes como José Luiz Barbeito, por exemplo, já não estão mais entre nós. Outros, já se aposentaram. Mas toda essa atenção já demonstra que o projeto não é só mais um peso pro catálogo.

Johnny Test chega à Netflix no dia 16 de julho.

Caio Alexandre é entusiasta de cinema, exibição, animes e cultura pop em geral. Escreve desde 2008 sobre os mais variados assuntos, mas sempre assumiu a preferência pelo cinema e sua tecnologia embarcada. Não dispensa um filme com um balde de pipoca e refrigerante com o boss no fim de semana. No TV Pop, fala sobre tudo que é tendência no universo da cultura pop. Converse com ele pelo Twitter, em @CaioAlexandre, ou envie um e-mail para [email protected] Leia aqui o histórico do colunista no site.

Leia mais