Cade quer investigar a Globo por monopólio na produção de novelas

Cade quer investigar a Globo por renovar contrato com atores (foto: Reprodução)
Cade quer investigar a Globo por renovar contrato com atores (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) quer investigar a Globo por suposto monopólio na produção de novelas porque a emissora teria adiantado a renovação de contrato com alguns de seus atores. A solicitação de abertura de inquérito foi realizada nesta segunda-feira (28).

“Foi noticiado recentemente na imprensa que a emissora Rede Globo está renovando diversos contratos de exclusividade com os seus principais atores, que atuam em novelas, mesmo antes dos vencimentos de seus respectivos contratos, a fim de evitar que produtores de conteúdo concorrentes – notadamente a Netflix – sejam capazes de firmar contratos com aqueles renomados atores”, diz trecho do ofício enviado ao procurador-geral do órgão.

“Segundo noticia a imprensa, ‘a Globo está sendo cautelosa porque em breve a Netflix começará a gravar novelas. A emissora global teme perder artistas renomados, como aconteceu com Caio Castro, Bruno Gagliasso, Marco Pigossi, Milhem Cortaz, Lee Taylor, Sheron Menezzes, entre outros’”, diz o documento, que tem como fonte informações divulgadas por sites da internet. Clique aqui e leia na íntegra o pedido de investigação do Cade contra a Globo.

Ainda segundo o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, a Globo estaria agindo para tentar “impedir a possível entrada de um novo player no mercado”. “Merece a atenção e imediata ação da autoridade de defesa da concorrência”, afirma o pedido de investigação. “Assim, entendo haver indícios de prática de abuso de posição dominante por meio da assinatura de acordos de exclusividade com os principais atores”, diz outro trecho do texto.

Leia mais