Erick Jacquin quebra protocolo e homenageia Faustão no MasterChef Brasil

Erick Jacquin imitou Faustão no MasterChef Brasil (foto: Reprodução/Band)
Erick Jacquin imitou Faustão no MasterChef Brasil (foto: Reprodução/Band)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Erick Jacquin divertiu os telespectadores da Band na estreia da oitava temporada do MasterChef Brasil na noite desta terça-feira (6). Além da estreia de Helena Rizzo, substituindo Paola Carosella, a disputa gastronômica contou com uma quase participação especial: Fausto Silva, o novo contratado da emissora paulista.

Ao avaliar o prato do participante Antonio, Erick Jacquin imitou o ex-apresentador do Domingão do Faustão por causa do figurino escolhido pelo aspirante a MasterChef. Para a estreia da nova temporada, Antonio usou um tênis com estampa do Faustão. “É você?”, questionou Jacquin. “É o Faustão”, explicou o participante. O francês, em seguida, lançou o maior bordão do apresentador: “Oloco, meu”.

Nas redes sociais, o público se empolgou com o momento divertido do programa culinário. “O Jacquin imitando o Faustão é tudo o que eu precisava”, brincou uma usuária do Twitter. “Meu Deus, o cara foi com um sapato estampado com fotos do Faustão e o Erick Jacquin imitou o Faustão”, se divertiu outro perfil.

Em abril desde ano, a Band confirmou o retorno de Faustão à emissora após mais de 30 anos. “Sonho antigo do Grupo Bandeirantes, que sempre admirou seu caráter ético, seu talento e seu jeito de inovar e fabricar sucesso”, divulgou a emissora em comunicado oficial na época da assinatura do acordo com o animador de auditório.

A primeira eliminação

O carioca Bernardo, de 40 anos, foi o primeiro eliminado da oitava temporada do MasterChef Brasil nessa terça-feira (6). Após um desempenho mediano na prova dos peixes de água doce, ele não conseguiu agradar o paladar dos jurados com o devil’s food cake, um tradicional doce da gastronomia americana com massa, recheio e cobertura de chocolate. O empresário revelou em conversa com o portal da Band que a experiência no talent show foi uma vitória pessoal. “Meter a mão na massa me mostrou o quão difícil é [cozinhar]. Foi o maior desafio da minha vida”, afirmou.

Na nova dinâmica da temporada, os concorrentes que conseguem subir ao mezanino têm o poder de salvar um dos três piores cozinheiros de cada eliminação. Dessa vez, eles optaram por tirar Antônio da berlinda, o que desagradou a Bernardo. “Acho muito injusto o mezanino ter falado que o salvou porque ele pediu menos ajuda. Ali embaixo [na cozinha], nós vimos o tempo inteiro pessoas falando para ele fazer isso ou aquilo, tirar algo do freezer ou do forno. Talvez, entre Heitor e eu, eu tenha buscado mais ajuda, mas com certeza o Antônio foi muito ajudado também”. Apesar disso, ele garantiu que não mudaria seu posicionamento para ganhar mais aliados. “Não tem jogo no mundo que vá mudar o meu caráter, eu tenho valor e não preço. Tentei ter uma boa relação com todos, mas não foi o suficiente para eles acharem que eu pudesse ser salvo e, por algum motivo, quiseram mudar a direção do jogo”.

Com a eliminação, o cozinheiro amador contou que passará a torcer por Amanda e Ana e pretende aprender o básico para não passar vergonha. “Ficou o sentimento de que poderia ter ido um passo à frente, mas o MasterChef é isso. Não achava que a prova de confeitaria viria tão rápido. Me surpreendeu um pouco”, lamentou o carioca, que sequer teve tempo de mostrar sua habilidade com grelhados. “O que mais me marcou foi ter tido coragem de botar a minha cara a tapa, me arriscar em um mundo completamente fora da minha realidade e ter conseguido cozinhar e mostrar que eu trabalho sob pressão”, concluiu.

Leia mais