SBT demite repórter que precisou se afastar para licença médica

Juliana Maciel ficou chocada quando foi demitida pelo SBT após voltar de uma licença-médica (foto: Reprodução)
Juliana Maciel ficou chocada quando foi demitida pelo SBT após voltar de uma licença-médica (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Demitida pelo SBT na última sexta-feira (2), a repórter Juliana Maciel ficou chocada com a notícia. A profissional havia voltado de uma licença médica e poucos meses antes de uma licença-maternidade. Em entrevista ao site NaTelinha, parceiro do UOL, a ex-funcionária de Silvio Santos conta que a chefia alegou questão de escala. “Precisava tirar um repórter do SBT Brasil e contratar alguém para entrar às 4h e fazer os links ao vivo para o Primeiro Impacto. Mas em nenhum momento essa troca me foi oferecida”, desabafa.

Na semana passada, surgiram informações de que profissionais experientes do jornalismo do SBT não queriam participar do rodízio do noticiário matutino no Primeiro Impacto. A emissora visava dispensar freelancers para reduzir custos. No entanto, Juliana nega que tenha feito parte do conluio. “Não posso falar pelos colegas. Eu nunca me recusei a trabalhar para o Primeiro Impacto. Inclusive, na minha última semana no SBT, imediatamente depois de voltar de afastamento por Covid, fiz matérias para o Primeiro Impacto todos os dias, com o mesmo cuidado e profissionalismo que tinha no SBT Brasil”, afirma Juliana.

A repórter também argumenta que sempre teve feedback positivo dos editores do jornal, inclusive trabalhando em plantões de Natal. Ela ficou por nove anos no SBT, atuando na edição de texto, apresentação e reportagem. A profissional diz ainda que sempre atendeu os pedidos do canal. Ela lembra de uma vez que teve que trabalhar um dia inteiro, e quando já estava em casa e se preparava para dormir, precisou voltar à emissora para apresentar o extinto SBT Notícias, que era exibido na madrugada.

“Fui sem problemas. Cobri assuntos variados, como polícia, esporte e política. Era uma das poucas credenciadas em São Paulo para cobrir o presidente da República”, conta a jornalista. “Em nenhum momento a qualidade do meu trabalho foi questionada. Por isso minha surpresa. As notícias que recebo dos colegas são de que o clima na redação é de velório. Eles ficaram indignados”, finalizou. Procurado pela reportagem do NaTelinha, a comunicação do SBT informou que Juliana Maciel foi dispensada em razão de adequações no time de repórteres.

Leia mais