Nego do Borel processa Duda Reis e alega que ela cometeu 31 crimes

Nego do Borel entrou na Justiça contra Duda Reis, sua ex-namorada (foto: Reprodução)
Nego do Borel entrou na Justiça contra Duda Reis, sua ex-namorada (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O cantor Nego do Borel entrou com uma queixa crime na 38ª Vara Criminal do Rio de Janeiro contra a ex-namorada Duda Reis. Na ação, o artista pede a condenação da atriz em âmbito criminal por supostamente ter cometido 31 crimes. O funkeiro alega que namorou Duda aproximadamente três anos e que, após o fim do relacionamento, ela teria postado nas redes sociais uma série de vídeos com a intenção de prejudicar sua imagem.

De acordo com informações do jornalista Alessandro Lo-Bianco, do portal iG, o cantor afirma no processo que não tem como objetivo calar a vítima em relação aos supostos abusos sofridos e denunciados. No entanto, ele afirma que ao fazer o que Duda fez “não é conscientizar as mulheres, e sim praticar crime”.

O amigo da cantora Anitta diz ainda que existe um inquérito em andamento onde se apuram os crimes imputados a ele, e o que se busca com a ação penal é analisar a ação de Duda Reis nas redes sociais. A defesa alega que, diferentemente da atriz, ele teria buscado todos os meios legais para denunciar a ex na delegacia em vez de recorrer à internet. Borel também diz que apenas se pronunciou nas redes sociais para se defender, sem intenção de prejudicar a imagem de alguém.

Para o cantor, Duda teria usado a estratégia porque contava com milhões de seguidores imputando falsamente fatos definidos como crime, e fatos ofensivos à sua reputação, bem como ofendendo-lhe a dignidade. De acordo com o cantor, Duda se dirigia a ele a todo momento utilizando adjetivos negativos capazes de abalar sua honra, como por exemplo, de “agressor”, “abusivo”, “manipulador”, “sujo”, “cobra”, “deselegante”, “monstro”, “tóxico” e “racista. Nego do Borel pede para que Duda Reis seja condenada por 31 crimes que teriam sido praticados contra ele.

Leia mais