Sob Pressão continua como uma das mais importantes produções da TV

Sob Pressão se firmou como uma das principais produções da Globo (foto: Reprodução/TV Globo)
Sob Pressão se firmou como uma das principais produções da Globo (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Sob Pressão voltou para a programação da Globo para mais uma temporada. A série, que dá continuidade ao filme de mesmo nome, foi filmada ainda neste período de crise sanitária, mas não ficará restrita ao tema, já abordado em um especial produzido ainda no ano passado, no auge do caos na saúde brasileira. Agora em um novo hospital, o elenco mostrará problemas sociais, os dramas pessoais do elenco e a complicada relação no sistema público de saúde.

Assim como em seus demais ciclos, o seriado conta com um pouco de didatismo, ao ponto de quase pegar a mão do telespectador para mostrar os problemas da saúde pública, e tem praticamente um MacGyver como protagonista. Na segunda temporada, as tramas foram mais elaboradas, tendo um desenvolvimento mais constante do elenco, além de adicionarem mais camadas para a história, como um esquema de corrupção.

Em sua terceira temporada, o seriado chegou em seu auge no meio de um anúncio precipitado feito pela Globo, que planejava encerrar a produção por ali. Com a audiência em alta, aprovação da crítica especializada e o público cada vez mais mostrando a importância da série, a emissora decidiu voltar atrás e renovou a trama, inicialmente para mais duas temporadas. No ano passado, ainda por conta da crise sanitária, foram produzidos apenas dois episódios especiais, falando justamente sobre a temática e homenageando os profissionais da saúde.

Para a nova temporada de Sob Pressão, seguindo um movimento já visto em outras séries médicas pelo mundo, a Globo decidiu criar um universo em que a infecção respiratória está sob controle. Mas isso não quer dizer que todos os outros problemas sociais também serão deixados de lado. Logo no primeiro episódio, a trama abordou um caso de fome, além de também já ter sido confirmado que o seriado falará de pessoas da terceira idade com HIV e racismo.

A importância dos temas foi tão grande a ponto de os próprios atores serem impactados. Drica Moraes demitiu praticamente todos os seus médicos e contratou profissionais negros, que na maioria das vezes são escanteados. A iniciativa foi tomada após David Junior integrar o elenco da série. O ator também declarou que achou dificuldades em procurar doutores para que pudesse se inspirar. Já nos dramas pessoais, os protagonistas Evandro e Carolina vai ter como maior dilema a maternidade quando uma antiga namorada do médico chega com um bebê em seus braços. Já terá um impacto bem grande na personagem de Marjorie Estiano que já perdeu um bebê de seu marido.

Mateus Ribeiro é engenheiro por formação, e nas horas vagas se diverte maratonando séries e assistindo programas de origem duvidosa da televisão brasileira. No TV Pop, escreve semanalmente sobre as séries produzidas pela indústria norte-americana. Converse com ele pelo Twitter @omateusribeiro. Leia aqui o histórico do colunista no site.

Leia mais