Globo escala Marcos Mion para apresentar Rock in Rio na TV aberta

Marcos Mion foi escalado para apresentar festivais de música na TV aberta (foto: Reprodução)
Marcos Mion foi escalado para apresentar festivais de música na TV aberta (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A Globo escalou Marcos Mion, seu mais novo contratado, para apresentar os shows dos festivais de música Rock in Rio e Lollapalooza na TV aberta. Os eventos estão previstos para voltarem a ser realizados a partir do ano que vem, após a conclusão da vacinação da população contra o vírus da crise sanitária. Mion estreia na emissora em 4 de setembro, substituindo Luciano Huck no comando do Caldeirão.

De acordo com informações do colunista Gabriel Vaquer, do Notícias da TV, a Globo escolheu Mion para apresentar os eventos musicais em razão das suas passagens pela extinta MTV Brasil. Exibidos pela Globo desde 2011, os compactos do Rock in Rio e do Lollapalooza já foram apresentados por nomes como Zeca Camargo, Marimoon e Nyvi Estephan.

Na semana passada, a organização do Rock in Rio divulgou que a nova edição do festival vai acontecer nos 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022 na Cidade do Rock, na Zona Oeste do Rio. O cantor canadense Justin Bierber e Demi Lovato tiveram presença confirmada na atração. Inicialmente, o Rock in Rio aconteceria no ano passado, mas foi adiado por conta da crise sanitária. A 9ª edição do Lollapalooza Brasil está confirmada para os dias 25, 26 e 27 de março de 2022.

‍O salário de Marcos Mion na Globo

Novo contratado da Globo, Marcos Mion seguirá como um dos maiores salários da televisão brasileira. Segundo informações da colunista Carla Bittencourt, do Metrópoles, o artista receberá de salário R$ 400 mil por mês, sem contar a participação de patrocínios e merchandising que o novo programa das tardes de sábado da TV aberta conseguir captar no mercado publicitário. Ainda de acordo com a jornalista, os vencimentos do ex-funcionário da emissora de Edir Macedo podem chegar a R$ 1,2 milhão por mês.

Na Record, Mion tinha o salário-mínimo de R$ 900 mil e, durante as temporadas de A Fazenda, ele chegava a ganhar R$ 3 milhões com a porcentagem sobre os merchans do reality rural. O seu bom desempenho a frente ao formato, principalmente da temporada de 2020, fez com que o apresentador se tornasse um dos nomes mais queridos pelo público e também pela crítica especializada. Além disso, ele tinha boa relação com o mercado publicitário mesmo estando na Record, emissora conhecida pela dificuldade crônica em angariar bons anunciantes.

Leia mais