TUDUM

Netflix transforma ação brasileira em mega evento de divulgação mundial

Maisa Silva no cenário do festival Tudum, da Netflix
Maisa Silva representou o Brasil no festival da Netflix (foto: Reprodução/Netflix)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

No começo do ano eu expliquei como as emissoras americanas apresentam suas novidades aos anunciantes e aos espectadores: em um evento fechado, e apenas temos o trailer disponível das novas estreias. A Netflix, porém, usou de sua popularidade com o público para transformar um simples upfront em um mega evento de divulgação dos seus próximos lançamentos. Mais do que isso: a plataforma de streaming transformou algo restrito aos brasileiros em algo de dimensões continentais.

Inicialmente, o Tudum era um evento feito pela empresa no Parque Ibirapuera, em São Paulo, com a participação de alguns atores, shows e espaços para uma experiência imersiva, sendo praticamente uma CCXP exclusiva do serviço. No final do ano passado, com a crise sanitária, o festival acabou ganhando uma versão digital. E, agora em 2021, a apresentação que era até então voltada apenas para os brasileiros, virou um grande evento mundial, para que a companhia apresentasse trailers, trechos, imagens e datas de lançamentos de suas obras.

Em um único dia e em um único evento — que até ficou chato em alguns momentos — de três horas, a Netflix revelou a a renovação de Sex Education, que estreou sua terceira temporada há duas semanas, recriou a abertura de Cowboy Bebop, que ganhará uma versão em live action dia 19 de novembro, e até conseguiu receber uma mensagem da atriz Imelda Staunton, a nova intérprete da Rainha Elizabeth em The Crown, dizendo que a série só volta no fim de 2022.

Três horas eram necessárias? Não. Poderiam apenas divulgar os trailers? Poderiam. Mas isso não traria os mesmos resultados de engajamento para a empresa e tampouco causaria tanta repercussão. De especial, podemos destacar a interação entre personagens de várias tramas, como o Professor de La Casa de Papel em uma missão especial com a Lady Whistledown de Bridgerton, e até Lupin. Já no quesito conteúdo, vale falar do bloco especial com as produções indianas, coreanas e até o espaço para animes, destacando a abrangência de conteúdos disponíveis na plataforma.

Dentre os anúncios do Tudum, a principal síntese é a seguinte:

• Alerta Vermelho, filme com The Rock, Gal Gadot e Ryan Reynolds, que estreará em 12 de novembro;
• O clipe especial de Stranger Things, que retornará em 2022;
• Ozark: a próxima temporada será a última e estará divididas em duas partes, disponibilizadas no próximo ano;
• De Volta aos 15: Maisa protagonizará a história de uma mulher que deseja retornar à adolescência;
• Maldivas: a série de Nathália Klein e estrelada por Bruna Marquezine e Manu Gavassi estreia em 2022;
• The Witcher: sequer estreou sua segunda temporada e já tem a terceira garantida.

Ainda foi anunciada uma continuação do longa Enola Holmes, e imagens inéditas de Rebelde, que segue o mesmo esquema de Gossip Girl. Não é uma nova versão, e sim uma série que se passa no mesmo universo da original.

Mateus Ribeiro é engenheiro por formação, e nas horas vagas se diverte maratonando séries e assistindo programas de origem duvidosa da televisão brasileira. No TV Pop, escreve semanalmente sobre as séries produzidas pela indústria norte-americana. Converse com ele pelo Twitter @omateusribeiro. Leia aqui o histórico do colunista no site.

Leia mais