REMAKE

Grazi Massafera pode protagonizar Dona Beija em concorrente da Globo

Imagem da atriz Grazi Massafera em foto de divulgação do programa Simples Assim, da Globo
Produtora da nova versão de Dona Beija quer Grazi Massafera como protagonista da novela (foto: Globo/João Miguel Júnior)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Após comprar os direitos de Dona Beija, sucesso dos anos 1980 da TV Manchete, a produtora Floresta quer contar com Grazi Massafera como a protagonista da história. De acordo com informações divulgadas pela colunista Carla Bittencourt, do Metrópoles, os primeiros contatos devem ser feitos nos próximos dias. O contrato com a ex-namorada de Caio Castro e a Globo termina em setembro e não será renovado.

Apesar de não confirmar oficialmente, a empresa que pertence à Sony Pictures Television está negociando com a Netflix para que Dona Beija seja a primeira novela produzida pela plataforma de streaming. Juntas, as companhias querem convencer Grazi a aceitar o desafio. Apesar de Dona Beija ser tratada como um folhetim tradicional, o desejo é disponibilizar a produção totalmente gravada e contar com menos capítulos que os folhetins tradicionais.

A possibilidade de trabalhar em obras fechadas é que pode acabar ajudando Grazi Massafera a aceitar o papel. A atriz não esconde de ninguém o quanto é cansativo trabalhar em novelas que entram no ar com capítulos ainda em produção. Em 2018, a artista flertou com a HBO e quase deixou a Globo para participar de uma série do canal premium da WarnerMedia, assim como aconteceu com Angélica com a HBO Max.

Em comunicado divulgado no dia 21 de setembro, a produtora Floresta anunciou que adquiriu os direitos da história de uma das personalidades mais marcantes do Brasil no século XIX. À frente do desenvolvimento da nova versão de Dona Beija estão o autor português e vencedor do Emmy, António Barreira, e a roteirista Renata Jhin, que nessa adaptação assina a autoria da sua primeira novela. Renata é filha da também autora Elizabeth Jhin, que trabalhou na Globo entre 1991 e 2021.

Na nova versão, o clássico ganhará a agilidade das narrativas modernas. “A luxúria e luxuosidade ganharão mais cor e personalidade, seguindo altos padrões de produção. A história ganha uma tinta a mais nas discussões que escandalizaram a sociedade no século XIX e ainda são tão pertinentes para o século XXI, como empoderamento, questões raciais e classistas”, anunciou a produtora. As gravações estão previstas para começar somente em 2022.

Exibida pela TV Manchete com 89 capítulos entre 31 de março e 11 de julho de 1986, Dona Beija foi baseada nas obras de Dona Beija, a feiticeira do Araxá, de Thomas Othon Leonardos e A vida em flor de Dona Bêja, de Agripa Vasconcelos. Maitê Proença, que interpretou a personagem protagonista, estampou a capa da revista Playboy em fevereiro de 1987. Reprisada pelo SBT em 2009, Dona Beija conta a história de Ana Jacinta de São José, a Dona Beja, na cidade mineira de Araxá, no século XVIII. Ela escandalizou a sociedade da época por causa de seu comportamento ousado.

Leia mais