FIM DE CICLO

Ana Lucia Torre perde contrato fixo com a Globo após 18 anos

Imagem com foto da atriz Ana Lucia Torre como Celina em Quanto Mais Vida, Melhor!
Ana Lucia Torre como Celina em Quanto Mais Vida, Melhor! (foto: Globo/Fabio Rocha)

Intérprete da vilã Celina em Quanto Mais Vida Melhor!, Ana Lucia Torre perdeu o contrato fixo com a Globo após 18 anos na emissora. A partir de agora, a artista vai trabalhar na líder de audiência apenas com contratos por obra. A informação foi publicada nesta quarta-feira (26) pela coluna da jornalista Patricia Kogut, no jornal o Globo.

O primeiro trabalho de Ana Lúcia na Globo foi na novela Dona Xepa, escrita por Gilberto Braga (1945-2021), em 1977, onde interpretou a personagem Clorita. Em seguida, emendou papeis em Sinhazinha Flô (1977), Memórias de Amor (1979), Marron Glacê (1979), As Três Marias (1980), Ciranda de Pedra (1981), O Homem Proibido (1982), Corpo a Corpo (1984) e Selva de Pedra (1986).

Após um período na TV Manchete, onde atuou em Corpo Santo (1987), a veterana voltou à Globo para viver Juracy Pitombo em Tieta (1989). Depois, atuou em outras novelas do SBT e em uma série da TV Cultura. Na líder de audiência, ela trabalhou também em Renascer (1993), A Indomada (1997), Meu Bem Querer (1998), O Cravo e a Rosa (2000), Porto dos Milagres (2001), O Beijo do Vampiro (2002), e Alma Gêmea (2005), onde interpretou a vilã Débora, que é meme nas redes sociais até hoje.

Após o sucesso no folhetim das seis de Walcyr Carrasco, Ana Lúcia Torre trabalhou em O Profeta (2006), Sete Pecados (2007), Caras & Bocas (2009), Insensato Coração (2011), Amor Eterno Amor (2012), Joia Rara (2013), Verdades Secretas (2015), Êta Mundo Bom! (2016), O Outro Lado do Paraíso (2017), Espelho da Vida (2018) e A Dona do Pedaço (2019).

Leia mais