CRÍTICA

Morte no Nilo tem uma investigação com reviravoltas e belas imagens

Morte no Nilo conta com um elenco de peso e indicados ao Oscar
Morte no Nilo conta com um elenco de peso e indicados ao Oscar (foto: Reprodução/Internet)

Morte no Nilo é um filme baseado na obra de Agatha Christie e dirigido por Kenneth Branagh. A produção é uma continuação de Assassinato no Expresso do Oriente (2017) em que no ano de 1934, Hercule Poirot (Kenneth Branagh) está em uma tranquila viagem de trem até que acontece um misterioso assassinato e ele precisa desvendar.

No novo longa-metragem, o ator está acompanhado de Tom Bateman, Annette Bening (4 vezes indicada ao Oscar), Russell Brand, Ali Fazal, Dawn French, Gal Gadot, Armie Hammer, Rose Leslie, Emma Mackey, Sophie Okonedo, Jennifer Saunders e Letitia Wright. Na história é preciso ambientar o telespectador: o filme começa introduzindo os percalços do personagem principal e explicando o motivo que faz com que ele use um grande e volumoso bigode. É importante ter conhecimento disso já que os primeiros momentos serão necessários para que entenda um pouco da história do filme.

Tempos depois, acontece um assassinato durante a lua de mel do casal Linnet Ridgeway (Gal Gadot), uma mulher extremamente rica e bela, e Simon Doyle (Armie Hammer), um pobre sem ter onde cair morto que estava prestes a se casar com a melhor amiga de Linnet. Os dois se apaixonam “perdidamente” após uma dança. O crime acontece dentro de um barco luxuoso, no Rio Nilo, e quase todos os passageiros têm motivos para serem suspeitos, mas existe uma confusa investigação que leva quem está assistindo a empolgar apenas no fim do filme com tantas reviravoltas.

Para os leigos em livros de Agatha Christie, Morte no Nilo lembra bastante Entre Facas e Segredos (2019), mas deixa um pouco a desejar com a falta de empolgação. O filme tem muitas mortes desnecessárias e chega a ser óbvio que, no fim das contas, quem poderia causar as mortes estava na história desde o começo com sede de vingança. Hercule Poirot sofre, é trapaceado e quase falha como um investigador ao passar por dificuldades para descobrir, afinal, quem matou tantas pessoas em um barco restrito.

Leia mais