Erick Jacquin se esforça para salvar lanchonete e relação entre pai e filho

Erick Jacquin vai à lanchonete Estrela de Roma, na Lapa, zona oeste de São Paulo (foto: Carlos Reinis/Band)
Erick Jacquin vai à lanchonete Estrela de Roma, na Lapa, zona oeste de São Paulo (foto: Carlos Reinis/Band)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A Band exibe na próxima terça-feira (13) o penúltimo episódio da terceira temporada do Pesadelo na Cozinha. Erick Jacquin vai à lanchonete Estrela de Roma, na Lapa, zona oeste de São Paulo, para ajudar três sócios que, além de desorganizados, também estão afundados em dívidas.

O restaurante está localizado em um ponto movimentado, mas a concorrência ao redor complica ainda mais a situação. Após conhecer um dia da rotina da casa, o chef percebe que mais do que reformar o espaço ou dar aulas de culinária e administração, pai e filho precisam se reconciliar depois de 27 anos, o que não será uma tarefa fácil.

Erick Jacquin compra restaurante de ex-participante

O chef Erick Jacquin revelou durante participação no programa The Chef, da Band, que comprou um restaurante de um ex-participante do programa Pesadelo na Cozinha após ele morrer de covid-19 no ano passado. A Band reapresenta a segunda temporada da atração, que foi ao ar em 2019, todas as terças, às 22h45. Logo na sequência, de 30 de março a 20 de abril, vão ao ar quatro episódios inéditos, todos gravados antes da pandemia.

“Na temporada nova tem uma história bonita e triste ao mesmo tempo, a do Ça-Va”, disse Jacquin ao apresentador Edu Guedes. Para homenagear o ex-proprietário, o chef francês manteve o nome do estabelecimento. “Eu deixei para homenagear o sr. Antônio e também mantive o local do jeito que estava. Ainda não deu tempo, mas prometi que vou convidar os filhos dele para irem lá. São dois meninos maravilhosos”, disse o jurado do MasterChef.

“O dono, sr. Antônio, era um homem de 70 anos e eu tive muita dificuldade de brigar com ele pela idade que tinha, pelo respeito a ele e pela admiração dela à França. Ao final da gravação, ele me deu um presente, deu um presente para a minha mulher [a Rosângela Jacquin], um perfume. Ele era uma pessoa que me lembrou meu primeiro chef aqui no Brasil, que me ajudou muito quando cheguei aqui. Eu fiquei muito emocionado com ele”, disse Erick Jacquin.

Segundo o chef, ainda durante as gravações, os filhos do sr. Antônio oferecem o estabelecimento ao Jacquin, uma vez que estavam preocupados com a idade avançada do pai. “Só respondi ‘vamos ver, vamos ver’”, relembrou Jacquin. “Durante a pandemia, já após o término das gravações, o sr. Antônio foi hospitalizado. Ele fez uma cirurgia para tratar de um problema que ele já tinha e acompanhava, mas acabou pegando covid e falecendo da doença”, revelou.

Os filhos do ex-participante voltaram a procurar por Jacquin, refazendo a proposta de venda, após dois meses da morte do pai. “O sr. Antônio não vai ver o programa na televisão. Foi trágico para mim. Os filhos dele vieram me ver cerca de um ou dois meses depois, e me falaram: ‘Erick, nós vamos fechar o restaurante, a gente não quer o restaurante, a gente não pode assumi-lo…’. Bem, eu peguei o restaurante. Fiz uma transação com eles e hoje o Ça-Va é meu”.

Pesadelo na Cozinha é a versão brasileira do formato britânico Kitchen Nightmares e uma coprodução da Band com o Discovery Home & Health. O programa vai ao ar todas as terças-feiras, às 22h45, na tela da Band, e a partir de 30 de abril, às 18h, no Discovery Home & Health.

Leia mais