“O mercado já assimilou o futebol no SBT”, diz executivo da emissora

Fred Müller, diretor executivo de negócios e marketing do SBT (foto: Reprodução)
Fred Müller, diretor executivo de negócios e marketing do SBT (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Na semana passada, o SBT anunciou a aquisição dos direitos de transmissão da Liga dos Campeões da Europa para as próximas três temporadas. A oferta da rede foi aceita pela Teams, agência responsável pelos direitos da competição, marcando o retorno da liga para a televisão aberta. A primeira partida, já válida pela temporada 2021/2022, será transmitida em agosto, mês do aniversário da emissora de Silvio Santos.

O gosto do SBT pelo futebol começou no ano passado, com a exibição da final do Campeonato Carioca, disputada entre Flamengo e Fluminense. Após o desentendimento da Globo com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, a FERJ, o SBT procurou o Flamengo, time mandante da partida, e negociou os direitos de transmissão do Carioca, que estava fora da televisão aberta.

Em entrevista ao Meio&Mensagem, Fred Müller, diretor executivo de negócios e marketing do SBT, diz que a transmissão da partida motivou a rede a voltar a investir em um dos produtos mais amados pelo público brasileiro. “O FLA X FLU abriu uma janela de esportes que o SBT não via há muito tempo e permitiu trabalhar a audiência e o engajamento com uma paixão nacional”, lembra.

Em setembro do ano passado, quando a Globo anunciou que não renovaria com a Conmebol pela Libertadores, o SBT entrou na disputa e acabou conquistando os direitos de transmissão do torneio sul-americano com exclusividade na TV aberta. Com a experiência adquirida nos últimos meses, agora a emissora começa a se preparar para a transmissão da Liga dos Campeões.

“Na Libertadores, nós fechamos o contrato em uma semana para começar as transmissões na outra. Agora, temos um prazo maior para planejar as transmissões e o pacote comercial”, diz Müller. Para o executivo, com as iniciativas recentes da emissora no futebol, os anunciantes e agências já estão começando a atrelar o pilar esportivo à imagem da emissora.

“O SBT vem conseguindo imprimir uma forma própria de conduzir as transmissões esportivas e acredito que o mercado assimila isso como uma vontade de continuar evoluindo, tanto em termos de técnica, de qualidade e de transmissão. O esporte é uma propriedade que o SBT valoriza”, pontua o diretor.

O SBT irá elaborar um plano comercial exclusivo para a UEFA Champions League, que contemplará as entregas das marcas nas transmissões, que acontecerão sempre às terças-feiras, e que também contará com a cobertura nos telejornais. Segundo o Meio&Mensagem, a proposta da emissora é aumentar as soluções oferecidas aos anunciantes para que eles possam aproveitar as transmissões para levar sua mensagem ao público de forma criativa.

Nesta quarta-feira (14), o colunista Rodrigo Mattos, do UOL, informou que o canal e a Conmebol estão próximos de fechar com um acordo para a compra de direitos da Copa América da Argentina e Colômbia. O modelo do contrato envolve poucos jogos em TV aberta, entre eles os da seleção e a final. A maioria das partidas será em pay-per-view. A Globo também fez proposta, mas como a emissora está em atrito com a Conmebol, o SBT acabou levando a melhor.

Leia mais