Globo proíbe perfis de participantes do BBB de usar conteúdos do reality

Equipes de Arthur, Juliette e Projota foram notificadas pela Globo por violação de direitos autorais (foto: Montagem/Redes Sociais)
Equipes de Arthur, Juliette e Projota foram notificadas pela Globo por violação de direitos autorais (foto: Montagem/Redes Sociais)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Nota da Redação: o conteúdo publicado abaixo está desatualizado. Após este texto ir ao ar, a Globo recuou da proibição na tarde de sexta-feira (16) e voltou a liberar a publicação de conteúdos do BBB 21 nos perfis oficiais dos participantes nas mais diversas redes sociais. Para mais informações, clique aqui.

Os administradores dos perfis oficiais de participantes do BBB foram pegos de surpresa com uma nova decisão da Globo. A emissora comunicou aos criadores de conteúdo dos confinados que, a partir desta quinta-feira (15), está proibida a publicação de vídeos e fotos capturados através do programa, e alertou que daria um prazo para que eles apagassem o que já havia sido publicado até então. Se a determinação for ignorada, a rede avisou que irá tomar as medidas legais e que acionará as plataformas para que o conteúdo seja suprimido por violação de direitos autorais.

Parte dos adms, como são chamados nas redes sociais, se apressaram para evitar sanções por parte da emissora. Até o momento em que este texto foi publicado, os perfis oficiais de quatro participantes já tinham começado a operação queima de arquivo: as páginas de Juliette Freire, Carla Diaz, Arthur Picoli e Viih Tube apagaram boa parte das fotos e vídeos deles na casa do Big Brother Brasil.

Até então, a Globo era mais flexível com a reprodução de conteúdos do reality show pelos participantes. A emissora apenas notificava perfis controlados por anônimos que reproduziam trechos do pay-per-view do BBB 21 e tratava os casos como “pirataria” do conteúdo feito por ela. Em fevereiro, a empresa afirmou ao TV Pop que estudava punir os infratores nas esferas criminal, administrativa e civil.

“Deu a louca na Globo. Simplesmente mandaram apagar todas as fotos e vídeos do Instagram dos participantes. Destruíram a nossa profissão”, lamentou o designer Bruno Santana, que presta serviços para as páginas de Arthur Picoli. “A emissora nos proibiu de postar qualquer foto e vídeo dos participantes na conta do próprio participante. O que vai ser de nós, adms, sem poder usar o conteúdo? O nosso trabalho respira por aparelhos. Não dá pra gente ficar só narrando PPV, como a gente vai combater fake news, gerar conteúdo legal para as redes sem usar um mísero print? Um vídeo? Um raio X?”, questionou Fernanda Ribeiro, que cuidava dos perfis do cantor Projota.

“Top 9 que lute. A Globo mandou mensagem barrando todos os conteúdos do BBB. Quero ver o que eles querem que os adms postem… Iremos arquivar por precaução. É óbvio o motivo. Se nos perfis oficiais não tem conteúdos dos participantes na casa, onde as pessoas vão procurar? Eles querem centralizar o engajamento nos perfis da Globo”, constatou Gabriela Leão, administradora de Rodolffo Matthaus.

O TV Pop procurou a Central Globo de Comunicação e questionou o motivo para a brusca mudança na sua política de compartilhamento dos conteúdos do Big Brother Brasil. A emissora não se manifestou até a publicação deste texto e, se o fizer, a reportagem será atualizada.

Com a colaboração de Douglas Emiliano e Michaele Gasparini

Leia mais