Gusttavo Lima pensa em candidatura e pode disputar eleições de 2022

Gusttavo Lima foi convidado para se candidatar nas próximas eleições (foto: Reprodução)
Gusttavo Lima foi convidado para se candidatar nas próximas eleições (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O cantor sertanejo Gusttavo Lima foi convidado pelo deputado federal Glaustin da Fokus a se filiar ao Partido Social Cristão (PSC) de Goiás para ser candidato nas eleições de 2022. A informação foi divulgada em primeira mão pelo jornalista Caio Henrique Salgado, que assina a coluna Giro, no jornal O Popular.

“Olha quem estou convidando para ajudar este Brasil! Ele consegue ajudar, ele já ajuda muito. Mas imagina este homem na política deste Brasil? Fala aí, Gusttavo”, diz o deputado em vídeo publicado em uma rede social. Na mesma gravação, Gusttavo Lima faz a seguinte pergunta: “posso contar com o voto de vocês? É isso aí. Bote essa ideia na cabeça”. Logo em seguida ele emenda dizendo que “tem muita coisa boa vindo por aí”.

Pela legislação eleitoral em vigência, o sertanejo só poderá concorrer a deputado estadual ou federal nas próximas eleições. Em 2022, ele completará 33 anos, dois a menos que os 35 exigidos para concorrer ao cargo de senador. Segundo Glaustin da Fokus, Gusttavo Lima gostou do convite e ficou de pensar sobre o assunto. Os dois combinaram de conversar novamente na próxima segunda-feira (3).

“Ele me disse que gostou da ideia e quer saber primeiro o que a população e a equipe dele acham da ideia”, disse o deputado federal ao site Congresso em Foco, parceiro do UOL. “Um homem daquela envergadura, que faz um grande trabalho social, ganharia muito ajudando o país. E o país ganharia com ele, que sempre demonstrou curiosidade pela política, me perguntando como funciona a atividade parlamentar”, acrescentou o político.

“O Gusttavo, dentro do papel dele de cantor sertanejo, tem ajudado muito o Brasil. A política precisa de pessoas como ele, que podem fazer um trabalho para o país desprovido de ego e vaidade”, defendeu. “Ele seria um ótimo senador, mas a idade o impede”, diz o deputado.

Leia mais