Netflix aposta na criação de youtuber virtual para conquistar mais público

N-ko Mei Kurono é a nova embaixadora de animes da Netflix (foto: Reprodução/Netflix)
N-ko Mei Kurono é a nova embaixadora de animes da Netflix (foto: Reprodução/Netflix)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

De uns tempos pra cá, a internet vem conhecendo diversos novos criadores de conteúdo conhecidos como vtubers. Populares no Japão e crescendo vertiginosamente na América, Virtual YouTubers são criadores de conteúdo como todos os outros — conversam, interagem com jogos e criam o que lhes convém, tendo a única diferença de que os conhecemos por seus avatares virtuais.

Criados e animados por softwares 3D com captura de movimentos (que inclusive já foi tema de uma edição desta coluna), os avatares permitem que a pessoa por trás do personagem se mantenha anônima. Claro, não podemos exigir a qualidade de animação digna de um anime de temporada como comentei em Idolls!, embora a fidelidade de um vtuber quase sempre é tão nula quanto um anime isekai.

Os avatares carregam características únicas que os destacam, baseando-se quase sempre no mesmo estilo anime. Desde orelhas de cachorro e gato até fantasias de empregada, um vtuber pode ter um guarda-roupa infinito e nem precisa se preocupar com a aparência no mundo real, o que pode ser uma enorme vantagem.

Nesta última quarta, a Netflix entrou neste mundo e anunciou a estreia da vtuber N-Ko Mei Kurono, que será responsável pelo conteúdo do canal oficial de animes da Netflix no YouTube. O vídeo de estreia traz o propósito do canal e algumas curiosidades da nova personagem, já com legendas em português. Entre alguns destaques bacanas, a vtuber revelou que é interpretada por uma funcionária da Netflix, é fluente em inglês e japonês, tem 24 anos de idade e possui uma estética de ovelha.

N-Ko está aqui para trazer novidades do mundo dos animes para a gigante do streaming, mas ela promete também que interações com outras vtubers estão nos planos. Para completar, até mesmo vídeos de jogos e covers musicais estarão na programação do canal. Todos esses conteúdos são muito populares entre fãs da cultura oriental, e a Netflix quer garantir que todos os públicos sejam atingidos, no que parece ser uma análise bem acertada da plataforma.

O canal Netflix Anime, em si, já é bastante completo, trazendo entrevistas com seiyuus (dubladores), aberturas de animes da plataforma, clipes, trailers, conversas com outros YouTubers e muitos outros conteúdos diversos. O advento da nova Virtual YouTuber em si parece não atrair, mas funciona muito bem ao aproveitar o oceano de conteúdo que um avatar virtual pode criar para trazer um público que ainda resta para um lugar só. Pode acreditar, cada tópico citado neste parágrafo tem uma legião de fãs.

Apesar do vasto conteúdo em seu canal no YouTube, a Netflix ainda tem muito caminho pela frente. O catálogo do streaming precisa colocar em uma balança as suas obras originais e trazer cada vez mais animes, já que a opções ainda são limitadas por lá. Ao mirar em um público que já é adepto de serviços como a Crunchyroll e sua mascote Crunchyroll-Hime, que também debutou virtualmente no último Crunchyroll Anime Awards, a plataforma mostra que não que não quer ficar pra trás.

Caio Alexandre é entusiasta de cinema, exibição, animes e cultura pop em geral. Escreve desde 2008 sobre os mais variados assuntos, mas sempre assumiu a preferência pelo cinema e sua tecnologia embarcada. Não dispensa um filme com um balde de pipoca e refrigerante com o boss no fim de semana. No TV Pop, fala sobre tudo que é tendência no universo da cultura pop. Converse com ele pelo Twitter, em @CaioAlexandre, ou envie um e-mail para [email protected] Leia aqui o histórico do colunista no site.

 

Leia mais