Ex-repórter da Globo morre aos 47 anos vítima da Covid-19

Cléo Subtil foi repórter da Globo na Rede Amazônica (foto: Reprodução)
Cléo Subtil foi repórter da Globo na Rede Amazônica (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A jornalista Cléo Subtil, de 47 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira (5) vítima de complicações causadas pela Covid-19. Ela estava internada no Hospital Cemetron, em Porto Velho, desde o dia 20 de abril e estava intubada desde o dia 22 de abril. O filho da jornalista confirmou a informação.

Cléo ficou internada por 14 dias na UTI do hospital, com complicações nos pulmões e rins. Na noite de terça-feira (4), ela foi transferida para o Hospital de Base, onde passaria por uma cirurgia no tórax. No entanto, segundo o G1 Rondônia, ela morreu antes de realizar o procedimento.

A profissional trabalhou na Rede Amazônica Rondônia, afiliada da Globo, por mais de 20 anos como repórter e ocupou também o cargo de editora-chefe. Cléo Subtil ainda trabalhou em outras emissoras de televisão do estado de Rondônia.

O marido da jornalista também morreu vítima do vírus no dia 18 de abril, dois dias antes de ela ser internada com a doença. O casal deixa três filhos de 17, 19 e 23 anos. O horário do enterro ainda não foi divulgado pela família.

Nas redes sociais, colegas de Cléo lamentaram sua morte. “Meu Deus, e agora me chega a notícia da morte da jornalista e ex-professora, Cléo Subtil. Mais uma vítima dessa doença”, publicou Julianes Sobrinho no Twitter. “Acordando com a triste notícia de que a minha coordenadora na comunicação da prefeitura, Cléo Subtil, faleceu de Covid”, escreveu a jornalista Renata Beccaria.

Leia mais