Preterido pela Record, Caio Castro decide investir em empresa de moda

Caio Castro decidiu tentar a sorte como empresário do mundo da moda (foto: Reprodução)
Caio Castro decidiu tentar a sorte como empresário do mundo da moda (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Caio Castro é o novo sócio e executivo criativo da Key Design, e-commerce de acessórios masculinos fundado pelos empresários André Yui e Bruno Aguiar. O ator espera transformar a marca no principal destino do público masculino para lifestyle, moda e conteúdo. “Antes de me tornar sócio, já era consumidor assíduo, e foi dessa relação que surgiu a vontade de investir e pensar em como transformar a marca no principal destino do homem quando o assunto é compra online. Se você parar para pensar, o universo feminino já possui negócios do tipo, mas o masculino, não”, revelou ele, em entrevista para a Vogue.

Sem revelar o valor do investimento, Caio Castro espera um crescimento de 200% ao ano. “Não posso revelar o aporte, mas posso dizer que é o suficiente para que possamos começar a desenvolver um plano de negócios com o objetivo de tornar a Key Design o principal destino do homem quando o assunto é compra online. Planejamos um crescimento de 200% neste ano. Além de uma estratégia ampla para criação de novas categorias, também temos um projeto para estruturar uma expansão via franquias”, contou ele.

Apesar dos novos investimentos, o empresário fechou recentemente uma de suas hamburguerias, a Black Beef, após as medidas de restrição devido a crise sanitária. “Tentamos algumas estratégias para salvar todas as unidades da Black Beef, por exemplo, mas tivemos de fechar uma delas porque o proprietário do imóvel foi irredutível na negociação do aluguel… Seguramos ao máximo, mas tivemos de fechar para não prejudicar os demais negócios. Tem sido um período muito difícil para o setor de gastronomia principalmente”, relatou.

O namorado de Grazi Massafera contou de quantas empresas é sócio. “No total, contando com a holding C3 Group, são 12, divididas entre investimento, sociedade e até participação em imagem, como é o caso da Styme, uma empresa de tecnologia que busca melhorar a experiência de comer fora de casa”, afirmou o ator.

Leia mais