Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
OSCAR MAGRINI

Ator de O Rei do Gado diz que não sabe trabalhar com influenciadores

Imagem com foto do ator Oscar Magrini na novela O Rei do Gado
Oscar Magrini na novela O Rei do Gado; ator disse que não sabe trabalhar com influenciadores (foto: Reprodução/Globo)

Intérprete do gigolô Ralf Tortelli em O Rei do Gado (1996), Oscar Magrini disse em entrevista que não sabe trabalhar com influenciadores digitais. O ator deu a declaração em entrevista para a apresentadora Daniela Albuquerque, no programa Sensacional, na noite desta quinta-feira (16) na RedeTV!. “Não sei contracenar com pessoas que são influencers. Não estudaram expressionismo, atitude, [Constantin] Stanislavski. O que é isso para elas? ‘Tenho 5 milhões de seguidores’, tá bom, mas na internet, hoje em dia, tudo é muito descartável”, afirmou.

Na conversa, o artista que está no ar na reprise da novela de Benedito Ruy Barbosa no Vale a Pena Ver de Novo contou como faz para lidar com as cenas de amor intenso na dramaturgia. “São 30 pessoas acompanhando. Então, não tem constrangimento, tem que respeitar a colega”, diz ele. O intérprete explica que o objetivo é fazer o telespectador acreditar que a cena é real. “Quero fazer o melhor, para quem está em casa pensar: ‘Eles estão se pegando, saindo para jantar’ […] Se passei essa realidade, estou fazendo meu trabalho”, conta.

Leia mais: Craque Neto provoca a Globo e afirma: “Vai ter que sentar no meu colinho”
Leia mais: SBT troca programa de orquestra por série aclamada pelo público

Oscar Magrini contou ainda que não precisou de dublê de corpo para fazer uma cena de nudez no primeiro capítulo da novela Em Família, de 2014. Na trama de Manoel Carlos, ele viveu o personagem Ramiro Fernandes. “A vergonha existe, lógico, porque você não está sozinho. […] Não é o Caio Castro, não. Mas o coroa aqui está bem!”, brinca ele. Recentemente, o ator de O Rei do Gado contou que ficou extremamente constrangido com pedidos de mulheres depois do trabalho na trama da Globo.

“Eu fui gravar um comercial de um plano de saúde e fiquei em uma sala esperando, e toda hora chegava alguém pedindo para tirar foto ou dar um autógrafo. De repente, chegaram duas mulheres ao meu lado e uma falou bem assim para mim: ‘Querido, não quero foto nem autógrafo. Quero que você me dê um tapa na cara. A amiga dela ficou morta de vergonha e ela justificou: ‘Eu vi a cena em que você bateu na Léia e queria sentir o peso da sua mão’”, relembrou ele. Ele relatou que encostou a mão no rosto da mulher de leve e ela se bateu.

“Eu peguei minha mão e coloquei devagarinho no rosto dela e ela pegou minha mão e se esbofeteou. Eu fiquei tão sem graça. Teve uma cena muito forte, que quando eu li, falei que era muito pesada, mesmo para uma novela das 21h. Era uma cena muito forte que a gente fez uma coreografia porque eu dava uma tapa muito forte na Sílvia, a obrigando a assinar um documento para eu vender uma fazenda do Berdinazzi (Raul Cortez)”, disse o ator em conversa com a Quem.

Leia mais