Mulher denuncia produtores do Big Brother Brasil por assédio sexual

Mulher denuncia que foi vítima de assédio por parte de produtores do Big Brother Brasil (foto: Reprodução/Record)
Mulher denuncia que foi vítima de assédio por parte de produtores do Big Brother Brasil (foto: Reprodução/Record)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Aline Vargas, estudante de odontologia, denunciou dois produtores do Big Brother Brasil à polícia por assédio sexual. De acordo com informações divulgadas pelo programa Balanço Geral Manhã, da Record, os colaboradores da Globo pediram fotos íntimas para que ela avançasse de fase no processo de seleção de participantes para o reality show.

“Dentro de uma longa conversa, ele me pede uma foto pelada, um nude. Tenho todas as provas possíveis, tenho prints autenticados pela Justiça. Agora, nesse momento, estou mexendo com um tubarão, o programa que o Brasil abraça e ama”, disse Aline ao programa apresentado por Geraldo Luís nas manhãs da Record.

A universitária não citou os nomes dos funcionários da Globo, mas afirmou que um deles é influente no processo de escolha de participantes do programa apresentado por Tiago Leifert. “Ele transita entre a direção e a produção [do BBB]. Quando tinha os processos seletivos presencialmente, ele ia em todos”, afirmou a mulher.

O caso teria ocorrido em maio de 2020, quando Aline se inscreveu no programa. Em conversa com a repórter Grace Abdou, a universitária afirma que foi selecionada para as próximas fases da seleção, mas acabou não sendo escolhida para entrar no confinamento. Ela afirma que três meses depois foi procurada por um produtor do programa em uma rede social.

“Super curti, glamourosa”, teria dito produtor do Big Brother Brasil em mensagem enviada para Aline. “Não desconfiei, pois o BBB também tem os famosos olheiros. Então, para mim, ele estava no papel de olheiro. Em meados de janeiro, que ele me chamou, disse que ia me acompanhar para entrar no BBB 22”, contou. “Fiquei em estado de choque mesmo. Cheguei a ficar branca, estava com o meu marido ao lado”, disse.

Algum tempo depois, ela respondeu o produtor da Globo e negou o envio da foto íntima. “Você tem poucas chances. Você é casada, não é um perfil que agrada. Porém, tudo é possível, boa sorte!”, teria respondido o profissional. Em nota, a Globo afirma que o colaborador não está mais na empresa. A emissora também disse que não comenta casos de Compliance.

“Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas”, encerrou a nota da Globo.

Leia mais