Band contrata apresentadora que acusou Record Goiás de machismo

Mariana Martins foi contratada pela TV Goiânia, afiliada da Band (foto: Reprodução/Instagram)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Um mês após ser demitida da Record Goiás, a apresentadora Mariana Martins foi contratada pela TV Goiânia, afiliada da Band. Em publicação nas redes sociais, a ex-âncora do Balanço Geral Manhã comunicou que está de casa nova na televisão. “A partir do dia 5 estarei com vocês na Band, na TV Goiânia. Eu tô muito feliz. Tive a oportunidade de ir pra outras emissoras, outros estados, mas eu sou goiana, sou goianiense, aqui é minha casa, aqui é minha terra”, iniciou a jornalista em vídeo postado no Instagram.

“E eu quero continuar aqui [em Goiás]. Fui pra Band São Paulo, conheci toda a direção, e o que me foi proposto foi algo diferente. Onde eu possa fazer do meu jeito, com a minha cara, ter liberdade, ter autonomia. Ter as minhas redes sociais pra mim. Pra eu me expressar aqui da forma que eu quero, que eu gosto com vocês. Então eu te convido pra vir comigo a partir do dia 5. Não vou contar muita coisa agora, mas vai ser lindo. E eu não ia fazer nada que vocês não fossem se orgulhar porque o que eu quero é tá junto com vocês sempre. Vou me esforçar muito pra que vocês gostem, pra que seja algo nosso”, finalizou a jornalista.

“Seja bem-vinda, Mariana Martins, a família TV Goiânia! E junto com nossa nova colega, vem também muitas novidades na programação. Aguardem”, escreveu o perfil oficial da Band de Goiás na rede social de fotos. Nos comentários, fãs e telespectadores da emissora comemoram a contratação da jornalista, que também já teve passagem pela TV Anhanguera, afiliada da Globo. “Os bons estão migrando todos para TV Band”, comemorou uma seguidora da emissora. “Desejo toda felicidade e sorte Mari, porque você merece”, desejou a apresentadora Luciana Braz, que já foi apresentadora da TV Goiânia.

Mariana Martins acusou Record Goiás de assédio e machismo

Mariana Martins foi demitida pela Record Goiás em 25 de maio, logo depois de apresentar a edição do Balanço Geral Manhã. Ela dividia o programa com Marcelo Vidal, que desde então assumiu a apresentação da atração. Em um emocionante desabafo nas redes sociais, Mariana contou ter sofrido assédio e machismo dos seus superiores durante uma reunião na emissora goiana.

“A situação mais grave aconteceu no dia 4. Me levaram para uma reunião, com várias pessoas, e foram apresentados vários números de audiência. A emissora perdeu público C, que é o público-alvo da Record, e ganhou público AB. A culpa, porém, não é da Mariana. E nessa reunião colocaram várias fotos das minhas redes sociais. Fotos minhas de biquíni, fotos minhas de viagens, e queriam que eu transformasse as minhas redes sociais”, lamentou.

“Isso não está certo. No contrato que a gente assina não tem nada que eles podem gerir as nossas redes sociais. É a minha individualidade. Eles fazem pressão na gente, fazem tortura psicológica. Não é esse preconceito e esse machismo que vão diminuir a história que eu construí”, concluiu a jornalista.

Leia mais