Isabela Matte é acusada de vender curso encontrado de graça na internet

Isabela Matte teria vendido para fãs curso encontrado gratuitamente no Google (foto: Reprodução)
Isabela Matte teria vendido para fãs curso encontrado gratuitamente no Google (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Isabela Matte está sendo acusada de não cumprir com o itinerário de seu curso de marketing digital, Comunidade Conexão Digital. A influenciadora, que possui mais de 650 mil seguidores nas redes sociais e teve uma grande publicidade para vender o seu produto, tem sido alvo de críticas em plataformas de reclamações e nas redes sociais.

Nas plataformas digitais ao abrir o carrinho de vendas, Isabela Matte publicou um grande texto em que relatava o que as suas alunas iriam aprender ao investir no produto. “Você vai aprender a crescer seu negócio, multiplicar suas vendas, crescer em seguidores, aumentar o engajamento, fechar parcerias com marcas, lotar sua agenda… tudo isso é mais do que possível dentro da comunidade e minhas alunas comprovam! Muita gente fala ‘não tenho dinheiro pra investir agora’, e muitas vezes gasta os R$ 97,14 por mês com besteiras que não trazem retorno”, diz o anúncio feito pela criadora de conteúdo.

O perfil solineuras conversou com algumas alunas da empresária que relataram estarem arrependidas por todo o conteúdo que existe na plataforma ser de fácil acesso na internet e não trazer nenhuma novidade aos alunos, que desembolsaram R$ 1.165,68 ou R$ 97,14 mensais. “Ela fez uma semana de aula ao vivo e depois sumiu de novo, mas não deu todo o prometido do curso. Até hoje (literalmente) tem reclamação no grupo [do curso] sobre isso”, relatou uma seguidora, que afirma que a equipe está apagando as mensagens de reclamações.

Em um site, algumas pessoas que se dizem alunas da influenciadora reclamam da falta de suporte e da entrega de conteúdo. “Comprei o curso, assisti algumas aulas, porém para mim não fez sentido naquele momento. Sou formada em administração e imaginei que aprenderia coisas novas, mas tudo que a Isabella falou nas aulas que assisti eu já havia visto na faculdade. Insisti por mais de uma semana, porém a história se repetiu”, declarou uma consumidora que diz ter pedido o reembolso, mas já havia passado os sete dias de arrependimento.

Leia mais