Record diz que Erlan Bastos se demitiu “contra a vontade” da emissora

Afiliada da Record diz que Erlan Bastos se demitiu "contra a vontade" da emissora (foto: Reprodução/TV Cidade)
Afiliada da Record diz que Erlan Bastos se demitiu "contra a vontade" da emissora (foto: Reprodução/TV Cidade)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A TV Cidade, afiliada da Record em Fortaleza, teve que vir a público para esclarecer os rumores de que Erlan Bastos teria sido dispensado pela empresa por um desacordo financeiro. Diretor-geral do Grupo Cidade, o executivo Edson Ferreira Jr. negou que o jornalista tenha sido demitido e afirmou que ele pediu para sair da emissora, mesmo com o canal tendo interesse em sua permanência no quadro de funcionários. “A saída, inclusive contra a vontade da própria empresa, realmente foi uma solicitação do próprio apresentador”, admitiu o gestor.

O posicionamento público do Grupo Cidade de Comunicação vem de encontro com uma série de notícias falsas sobre a emissora de televisão do conglomerado. Nos últimos dias, um blog passou a divulgar notícias falsas sobre o canal, dando a entender que uma demissão em massa estava sendo planejada pelos executivos da empresa. No entanto, o único demitido até o momento foi Hermann Hesse, que atuava como diretor de Jornalismo desde janeiro de 2019, e não há nenhum planejamento de outros desligamentos nos departamentos do canal.

Erlan Bastos foi contratado pela afiliada da Record há cerca de um ano, poucos dias depois de chamar a atenção dos executivos da emissora com o vazamento da notícia de que Edir Macedo foi acometido por uma infecção respiratória. Pressionada, o canal teve que assumir publicamente que seu dono — e líder da Igreja Universal do Reino de Deus — estava doente e que passou um período internado para se recuperar do vírus. Na capital cearense, o jornalista virou apresentador do Balanço Geral local.

Em suas redes sociais, Bastos classificou a notícia de que ele teria sido demitido por ‘pedir um salário impraticável no mercado’ como uma “fake news das brabas”. Procurado pelo TV Pop, ele afirmou que a sua saída foi motivada pelo encerramento de um ciclo. “O motivo da minha saída é porque eu decidi fechar um ciclo. Não foi uma questão financeira. Estou indo para novos projetos, e sou eternamente grato pelo carinho que a TV Cidade tem comigo. Esse carinho, inclusive, se estende também aos executivos da Record nacional. Saio de portas abertas. Sigo cumprindo o meu contrato até o último dia, em 27 de julho, e não anunciarei nada antes disso”, justificou o apresentador.

Leia mais