Eliana abre as portas de sua casa no Rio de Janeiro para homenagem à cantora Iza

Eliana abre sua casa no Rio de Janeiro para homenagem à cantora Iza (foto: Divulgação/SBT)
Eliana abre sua casa no Rio de Janeiro para homenagem à cantora Iza (foto: Divulgação/SBT)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

No próximo domingo (18), pela primeira vez, Eliana vai abrir as portas de sua casa no Rio de Janeiro por um motivo muito especial. A apresentadora recebe a cantora Iza para uma linda homenagem. O programa vai ao ar após o Domingo Legal, às 15h, no SBT.

A convidada irá voltar ao passado e se emocionar, além de viver momentos de muita descontração e intimidade com as brincadeiras divertidas e presentes curiosos trazidos pela personagem Narcisa (Tiago Barnabé). Iza também terá que encarar o temido Cardápio Surpresa, elaborado pela chef Andreia Pimentel com ingredientes exóticos para surpreender a convidada.

Nesta semana, o programa Eliana terá ainda muita diversão nas cozinhas do quadro Minha Mulher que Manda, que nesta semana traz como convidados o apresentador Carlos Alberto de Nóbrega e sua esposa Renata, o ex-jogador Emerson Sheik e sua noiva

Andressa e o cantor Nahim com a esposa Andreia. Os artistas colocam suas habilidades em ação sob a supervisão das amadas, tendo que reproduzir uma refinada receita de massa trazida pelo chef Carlos Bertolazzi, o ravioli de morcilla com vichyssoise.

Eliana em documentário sobre Hebe Camargo

Depois da série e do filme, a Globo se prepara para lançar um documentário sobre a trajetória de Hebe Camargo. Batizado de Sofá da Hebe, o projeto deverá ser lançado pelo Globoplay em 17 de maio e irá contar a história da apresentadora mais prestigiada da história da televisão brasileira. A produção, que foi feita praticamente em sigilo, contará com a participação de um verdadeiro esquadrão de celebridades, inclusive de emissoras rivais, como Eliana Michaelichen (SBT) e Adriane Galisteu (Record).

Além das loiras, outros nomes já estão confirmados no documentário. Representando a Globo, Fátima Bernardes e Luciano Huck já gravaram depoimentos para a atração. Nany People, que esteve no sofá da apresentadora diversas vezes, também participará da atração, assim como o cantor Agnaldo Rayol, a atriz Luíza Brunet e a ex-deputada Cidinha Campos, que foi casada com o novelista Manoel Carlos durante alguns anos.

Com o Sofá da Hebe, a Globo planeja minimizar as críticas recebidas pela controversa versão dramatúrgica da história da apresentadora. Para boa parte da imprensa especializada e até para o filho dela, o filme e a série produzidos pela emissora não eram retratos fiéis da realidade. Marcello Camargo afirmou publicamente que não reconheceu a sua mãe nas produções, e negou que ela tomasse uísque antes de gravar seus programas. “Eu não posso deixar o Brasil ter essa imagem dela”, afirmou ele, em entrevista para o Domingo Espetacular.

A produção já está em fase de pós-produção e teve as suas primeiras peças publicitárias finalizadas há alguns dias. O documentário será divulgado com o slogan “no sofá da Hebe sempre cabia mais um” e, muito provavelmente, terá espaço na programação da TV Globo no final do ano, assim como aconteceu com a série produzida pela plataforma, que foi transmitida na íntegra entre julho e outubro de 2020, com índices de audiência razoáveis.

Leia mais