Fato raríssimo: produção própria da RedeTV! marca traço de audiência

Maurício Mendes apresentou o Festival RedeTV! Plus: nem sua própria família assistiu (foto: Reprodução/RedeTV!)
Maurício Mendes apresentou o Festival RedeTV! Plus: nem sua própria família assistiu (foto: Reprodução/RedeTV!)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Com os cofres abalados por conta dos comentários polêmicos do apresentador Sikêra Jr. no Alerta Nacional, a RedeTV! tem reforçado as atenções na programação para promover seu concurso de prêmios Festival RedeTV! Plus, que ganhou espaço fixo na grade de sábado. Apresentado por Mauricio Mendes e Carla Prata, a atração exibida no último sábado (24) apostou em brincadeiras como “Senha do Cofre” e “O que tem no baú” para conseguir mais assinantes para a plataforma da emissora.

No entanto, o programa não tem público acompanhando na televisão. Segundo dados consolidados de audiência da última exibição, a atração marcou traço de ibope em sua faixa de transmissão, entre 17h00 e 18h00, na região metropolitana de São Paulo. A participação de televisores ligados no horário foi de 0,0%. Ou seja, nem os donos da emissora ligaram a TV na RedeTV! para acompanhar o Festival RedeTV! Plus. Em outras praças, o programa de prêmios conseguiu uma inexpressiva fatia de público. Em Brasília e Recife, a média foi de 0,1 ponto. Já em Belo Horizonte conseguiu obter um desempenho de 0,4 de média.

A nova atração foi planejada como forma de bonificar ainda mais os clientes da plataforma de sorteios. Os assinantes participam do formato acessando o site de serviço e podem interagir simultaneamente com o programa, dando palpites dos games que estiverem no ar naquele momento. Além disso, a emissora distribui prêmios extras para os primeiros consumidores que acertarem as brincadeiras.

Essa não é a primeira vez em que o RedeTV! Plus vira um programa de televisão. No ano passado, a plataforma teve uma atração transmitida aos sábados e domingos por alguns meses, com participação de artistas, vídeos da internet e apresentações musicais. A audiência, porém, também era pífia e não provocou um incremento no número de assinantes do serviço. Naquela época, porém, a emissora vivia o auge do Alerta Nacional e tinha bons índices no horário nobre.

Leia mais