Netflix estreará documentário contando a história de Michael Schumacher

Michael Schumacher será personagem de novo documentário da Netflix (foto: Divulgação)
Michael Schumacher será personagem de novo documentário da Netflix (foto: Divulgação)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A Netflix anunciou oficialmente na manhã desta sexta-feira (30) que fechou um acordo para o lançamento do primeiro documentário oficial sobre a história de Michael Schumacher. A produção é a primeira a ter o apoio dos familiares do piloto, que virou um dos maiores nomes da história da Fórmula 1. A estreia de Schumacher acontecerá no 15 de setembro, e o conteúdo será uma produção da alemã B 14 Film, que também foi responsável por fazer um documentário sobre Boris Becker, ícone do tênis do país. Porém, apesar do apoio da família do atleta, os produtores garantem que não se tratará de uma história chapa branca.

De acordo com a plataforma de streaming, o documentário irá trazer depoimentos de Corinna Schumacher, esposa de Michael, dos filhos Gina e Mick, e do irmão, Ralf, também ex-piloto de Fórmula 1. Para a produção do projeto, também foram ouvidas personalidades do esporte, como Bernie Ecclestone, Jean Todt, Luca di Montezemolo, Flavio Briatore, Damon Hill, David Coulthard e Sebastian Vettel.

“Michael Schumacher redefiniu a imagem profissional de um piloto e estabeleceu novos padrões. Em sua busca pela perfeição, ele não poupou nem a si mesmo e nem sua equipe, levando-os aos maiores êxitos. Ele é admirado em todo o mundo por suas qualidades como líder. Encontrou a força para essa missão e o equilíbrio para descansar em casa, com sua família, que ele idolatra”, pontuou Sabine Kehm, empresária e assessora de imprensa da família.

Vanessa Nöcker, uma das diretoras de Schumacher, ressaltou que a produção não irá esconder nada. “O maior desafio para os diretores era certamente encontrar o equilíbrio entre os relatos independentes e a consideração pela família. A própria Corinna Schumacher foi nosso maior apoio nisso. Ela mesma queria fazer um filme autêntico, mostrar Michael como ele é, com todos os seus altos e baixos, sem qualquer cobertura. Ela foi ótima e corajosa o bastante para nos deixar fazer o que queríamos, então respeitamos e mantivemos seus limites”, justificou.

“O documentário foi um grande desafio e exigiu muito tempo e sensibilidade, levando em conta a pressão que foi colocada sobre a produção. Mas, graças a uma ótima equipe e a uma ótima colaboração com a família, não nos deixamos abalar. Estamos gratos por ele finalmente estar em curso e animados com seu lançamento global na Netflix”, agradeceu Benjamin Seikel, produtor-executivo da nova produção.

Apesar do anúncio oficial, ainda não há confirmação se o documentário abordará o atual estado de saúde do heptacampeão de Fórmula 1. Michael Schumacher está internado desde 29 de dezembro de 2013 para tentar se recuperar de um grave acidente de esqui ocorrido nos Alpes Franceses. Desde então, a família evita dar notícias sobre o piloto e praticamente não fornece informações sobre o assunto.

Leia mais