13 anos depois, Globo analisa aposentadoria dos cavalinhos do Fantástico

Cavalinhos do Fantástico estão na mira dos executivos da Globo (foto: Divulgação/TV Globo)
Cavalinhos do Fantástico estão na mira dos executivos da Globo (foto: Divulgação/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Há 13 anos no ar de forma quase ininterrupta, os cavalinhos do Fantástico estão na mira dos executivos da Globo. A alta cúpula da rede tem discutido uma série de modificações na revista eletrônica dominical, e os personagens estão na guilhotina em quase todos os cenários discutidos para o futuro do programa, que terá uma série de mudanças nos próximos meses. Boa parte da diretoria acredita que as figuras criadas por Tadeu Schmidt estão desgastadas e cada vez mais próximas do esgotamento, e que por isso deveriam ser aposentadas enquanto ainda são parte da memória afetiva dos telespectadores, assim como aconteceu com a Zebrinha, outro marco do quadro esportivo da atração. A emissora nega.

Os cavalinhos do Fantástico surgiram durante o Brasileirão de 2008, em uma rodada em que três times estavam empatados na liderança. Foi quando Tadeu Schmidt pediu para o departamento de Arte da Globo produzir uma corrida de cavalos, sem ter a mínima ideia do fenômeno que aquilo se tornaria. Um ano depois, os personagens ganharam um telão e movimentos para interagirem com o seu criador — e chegaram a ser substituídos por carros em 2010, mas o público rejeitou a novidade e os animais voltaram no ano seguinte.

Em 2014, junto com a estreia do atual cenário do Show da Vida, eles viraram fantoches. “A gente ia ter a mudança de cenário e o mesmo Flavinho Fernandes, do Departamento de Artes, sugeriu a mudança. Foi sucesso imediato. Os cavalinhos começaram a ganhar mais personalidade. Eles são divertidos demais, queridos demais. E hoje não tem nenhum estádio que não tenha alguém com o cavalinho”, pontuou Schmidt para o Memória Globo.

A diretoria da Globo tem analisado mudanças em diversos programas jornalísticos. No Jornal Nacional, a emissora tem renovado o seu time de repórteres e procurado até mesmo jornalistas de concorrentes para reforçar a equipe do telejornal mais assistido do país. Já no caso do programa dominical, até mesmo a dupla de apresentadores pode ser outra a partir dos próximos meses: Poliana Abritta e Tadeu Schmidt não estão garantidos no posto, e isso já é público nos bastidores da atração há algum tempo.

Leia mais