Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
CONOR KENNEDY

Giulia Be sobre ida de namorado à guerra da Ucrânia: “Não saber se a pessoa está viva”

Foto de Giulia Be e Conor Kenedy
Giulia Be falou sobre relacionamento com Conor Kenedy (foto: Reprodução/Internet)

Giulia Be, que agora assina como Giulia, contou detalhes sobre o relacionamento com Conor Kennedy, sobrinho-neto do ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, assassinado em Dallas, em 1963. O advogado passou três meses no conflito armado na Ucrânia, que iniciou em fevereiro de 2022 e que continua até hoje.

“A princípio, ele não me falou o que ia fazer. Disse que estava indo embora por um tempo, que ia fazer algo, mas que eu tinha que confiar, que era um chamado. Quando uma pessoa fala isso, não tem como ir contra. É angustiante não saber se a pessoa está viva. Ficávamos muito tempo sem falar um com o outro porque ele estava em lugares perigosos. Mas Deus protegeu. Foi uma experiência que mudou nossa vida. Meu namorado é um ‘homão da porra'”, declarou em conversa com O Globo.

Em 2022, o jovem atravessou a fronteira ucraniana para ser um dos combatentes da Legião Internacional da Ucrânia, unidade militar de voluntários estrangeiros criada pelo presidente Volodymyr Zelensky em prol do país contra a Rússia.

“Como muitas pessoas, fiquei profundamente comovido com o que vi acontecendo na Ucrânia no ano passado. Eu queria ajudar. Quando soube da Legião Internacional da Ucrânia, soube que iria e fui à embaixada para me alistar no dia seguinte. Ao entrar, eu não tinha experiência militar anterior e não era um bom atirador, mas podia carregar coisas pesadas e aprendi rápido. Eu também estava disposto a morrer lá”, disse ele nas redes sociais.

Fabiula Nascimento é demitida pela Globo depois de 14 anos: “Vivi um sonho”
ESPN faz novo estúdio com realidade aumentada em sede de TV que foi extinta

O namorado de Giulia Be relatou que o período no local foi assustador. “A minha passagem pela Ucrânia não foi longa, mas vi muito e senti muito. Eu gostava de ser soldado, mais do que esperava. É assustador. Mas a vida é simples e as recompensas por encontrar coragem e fazer o bem são substanciais. Meus amigos de lá sabem por que tive que voltar para casa. Sempre estarei em dívida com eles pelo exemplo. Sei que tive sorte de ter conseguido voltar”, escreveu, na ocasião.

Leia mais