Depois de salto mortal ao vivo, repórter da Globo fará treinos de ginástica

Diego Haidar se tornou meme após salto mortal no RJ1 (foto: Reprodução/TV Globo)
Diego Haidar se tornou meme após salto mortal no RJ1 (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Diego Haidar, da Globo, surpreendeu os colegas de trabalho e a internet após o jornalista dar um salto mortal ao vivo durante uma reportagem para o RJ1, realizada no Centro de Treinamento do Flamengo. A matéria estava sendo feita no local onde a ginasta medalhista de ouro dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Rebeca Andrade, treina. Na terça-feira (3), o contratado da emissora carioca tomou distância, correu e deu um salto mortal para trás ao vivo na TV. O vídeo da acrobacia viralizou na internet. O repórter treinou o esporte por um breve período e contou o que motivou. “Aos 13 anos eu queria saber fazer mortal. Objetivo concluído!”, contou em entrevista para a GQ Brasil.

Ao fazer a reportagem, ele descobriu que o Flamengo possui uma turma para adultos e já se empolgou. “Me animei e já tá quase certo de eu voltar a treinar a partir do mês que vem. Só para relaxar a cabeça mesmo”, afirmou Diego Haidar, que chegou a competir em campeonatos estaduais, mas parou para se dedicar aos estudos e vestibular.

O comunicador afirmou que se, talvez tivesse tido incentivo, poderia ter continuado no esporte. “Eu teria que ter começado na infância, treinado numa academia profissional, com bons aparelhos e bons técnicos. Quem sabe assim eu poderia ter seguido a carreira de ginasta. O Brasil é um celeiro de grandes atletas. É só olhar o nosso futebol, que na verdade é só a ponta do iceberg, mas sem incentivo, o Brasil vai continuar com seus atletas escondidos”, relatou.

“A ginástica me ensinou a ter disciplina, dedicação e concentração. Tudo isso eu boto em prática na minha profissão. Eu não esperava a repercussão do salto, mas isso foi só mais um exemplo da magia da ginástica, capaz de fisgar os olhares mesmo com um simples exercício. Seria o Brasil também o país da ginástica?”, questionou o repórter da Globo.

Leia mais