Geraldo Luís usa personagem da Globo para “ameaçar” público da Record

Geraldo Luís usou personagem da Globo para pedir audiência para o Balanço Geral Manhã (foto: Reprodução/Record)
Geraldo Luís usou personagem da Globo para pedir audiência para o Balanço Geral Manhã (foto: Reprodução/Record)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Sofrendo com os baixos índices de audiência do Balanço Geral Manhã, Geraldo Luís continua tentando encontrar formas pouco ortodoxas de atrair novos telespectadores para o telejornal. Em suas redes sociais, o apresentador da Record decidiu até mesmo tentar “ameaçar” seus quase cinco milhões de seguidores. O jornalista publicou na noite de segunda-feira (23) uma imagem da jacaré Cuca em sua caracterização mais célebre, feita pela Globo para a versão do Sítio do Pica-Pau Amarelo produzida entre 2001 e 2007. De acordo com o apresentador, quem não acordar cedo para acompanhar o telejornal será perseguido pela vilã do seriado infantil.

“Se você não ligar às seis da manhã pra me assistir na Record… ela virá nos seus sonhos todas as noites”, sentenciou o jornalista. Mas, a julgar pelo alcance da publicação, ele não terá muita sorte nem mesmo se todas as pessoas que curtiram a imagem decidiram sintonizar o Balanço Geral Manhã. Até a conclusão deste texto, a publicação feita por Geraldo Luís teve apenas 5.349 curtidas. Em uma conta de padaria, desprezando limitações geográficas, a marca só representaria um acréscimo de cerca de 0,026 ponto na audiência do telejornal matinal na Grande São Paulo.

No comando do matinal há quase três meses, Geraldo ainda está bem distante de emplacar. Ele costuma ficar mais próximo da quarta colocação do que da tão sonhada vice-liderança, consolidada pelo Primeiro Impacto, do SBT. Não é raro que o jornalístico sofra até mesmo com a Band: em 9 de julho, por exemplo, o Balanço Geral Manhã empatou tecnicamente com o Bora SP, algo que nunca havia acontecido com os outros âncoras do telejornal.

Ciente de que sua situação não está nada fácil, o jornalista já tem até mesmo cogitado largar tudo e ir encarar uma vida pacata no interior de São Paulo. “Meu planejamento para o ano que vem, e isso já é meta, é ir embora mesmo. É voltar a morar no interior. No interior a gente tem um respiro maior”, afirmou ele, em uma cena transmitida durante a edição de 4 de agosto do Balanço Geral.

Leia mais