Âncora do JN entra em torneio de caratê: “Não sei quem é mais doido”

Jéssica Senra no estúdio do Jornal Nacional no Rio de Janeiro; jornalista é uma das plantonistas do principal telejornal do país (foto: Globo/João Cotta)
Jéssica Senra no estúdio do Jornal Nacional no Rio de Janeiro; jornalista é uma das plantonistas do principal telejornal do país (foto: Globo/João Cotta)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A apresentadora Jessica Senra, âncora da TV Bahia, afiliada da Globo em Salvador, se inscreveu em um torneio de caratê. A competição será realizada no próximo domingo (5), e a plantonista do Jornal Nacional avisou: “Não sei quem é mais doido, meu sensei que me convocou ou se sou eu que aceitei (risos)”.

“Eu estou indo para viver uma experiência nova, de competição. Mas sem nenhum nível de cobrança, sem ter a responsabilidade de ganhar nada. Estou indo mais por participar mesmo, ver como é, dar apoio aos colegas, à academia, à Federação, estimular o esporte. Se minha presença, de alguma maneira, estimular as pessoas a procurarem o karatê, que é uma arte marcial lindíssima, eu já me dou por satisfeita”, disse a jornalista ao jornal Correio.

Recentemente, Jessica Senra ficou afastada da apresentação do Bahia Meio Dia –telejornal exibido na hora do almoço equivalente ao SP1 da Globo em São Paulo– após ser diagnosticada com síndrome de burnout. “Eu treinei pequenininha e voltei adulta. Tinha parado, por estar sem tempo mesmo, mas voltei por uma questão de saúde. É um dos pilares do meu tratamento do Burnout. Ele consiste em psicoterapia, meditação, atividade física e estar com pessoas que eu amo, família, amigos. Atividade física é parte do meu tratamento, então eu vou todos os dias”, explicou.

“Acordo todos os dias de madrugada e vou fazer meu treinamento. E eu adoro caratê, meu sensei é maravilhoso, os colegas são ótimos. E falei: olha, por que não? Nunca participei de um campeonato de caratê”, finalizou a jornalista da Globo. Jessica Senra é uma das plantonistas do Jornal Nacional. No entanto, a escala de profissionais de outros estados no principal jornalístico da TV brasileira está suspensa em razão da crise sanitária.

Leia mais