Globo terá faturamento bilionário com transmissões do futebol em 2022

Os narradores Cleber Machado, Galvão Bueno e Luis Roberto; previsão da Globo é de faturamento bilionário com transmissão do futebol em 2022 (foto: Reprodução)
Os narradores Cleber Machado, Galvão Bueno e Luis Roberto; previsão da Globo é de faturamento bilionário com transmissão do futebol em 2022 (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Nos próximos dias, o departamento Comercial da Globo disponibilizará ao mercado publicitário os planos comerciais do futebol para 2022. Como sempre acontece em ano de Copa do Mundo, a líder de audiência venderá os patrocínios do mundial de seleções separado das disputas nacionais. Os valores ainda não foram definidos, mas a previsão é de que o faturamento ultrapasse R$ 2,8 bilhões. A informação é do colunista Gabriel Vaquer, do Notícias da TV.

A Globo vai comercializar seis cotas de patrocínio em cada um dos pacotes. Os anunciantes Via Varejo, Vivo, Itaú, General Motors, Hypera Pharma e Cervejaria Petrópolis, que atualmente patrocinam o futebol nacional, já foram avisados que deverão sinalizar ao Comercial se pretendem seguir com a parceria. Para a temporada 2021, cada marca pagou R$ 311,7 milhões pelo pacote.

Para a Copa do Mundo de 2022, a ser realizada no Catar entre novembro e dezembro, os parceiros oficiais da Fifa terão prioridade em comprar os espaços na transmissão. Segundo o colunista, também será a primeira vez que a Globo fechará um pacote para todas as mídias: TV aberta, paga e internet. A estratégia comercial já é adotada como padrão pela rede carioca em todas as negociações desde 2020.

Os valores das cotas do futebol nacional ainda não foram definidos pela Globo, mas já é certo de que haverá ajustes para cima com a proposta de novas soluções para manter o interesse das marcas. Já para a Copa do Mundo do Catar, o plano é que cada cota não saia por menos de R$ 200 milhões por marca. A previsão é de faturar, pelo menos, R$ 3 bilhões com as transmissões do futebol, um recorde histórico para o departamento Comercial da emissora.

Leia mais