Colega de Sikêra Jr. afirma ser perseguido por ele: “Me chamou de gordo”

Emanoel Cardoso reclamou do comportamento de Sikêra Jr. (foto: Reprodução/TV A Crítica)
Emanoel Cardoso reclamou do comportamento de Sikêra Jr. (foto: Reprodução/TV A Crítica)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O clima na TV A Crítica não parece estar dos melhores. Emanoel Cardoso, âncora do telejornal Manhã no Ar, decidiu usar parte do espaço do noticioso na segunda-feira (6) para relatar que estaria sendo perseguido por Sikêra Jr., que é o apresentador do Alerta Nacional, produzido pela mesma emissora. De acordo com o jornalista, o colega de trabalho estaria utilizando o jornalístico retransmitido pela RedeTV! — e que conta com uma edição local veiculada apenas no canal amazonense e em suas parceiras — para fazer críticas sobre a sua aparência física e para tentar atrapalhar uma transação comercial envolvendo a venda de um automóvel usado, que foi o gancho para o desabafo do âncora.

O telejornal matinal exibiu uma matéria reportando que a venda de carros usados havia aumentado 15% no Brasil ao decorrer dos últimos meses. Ao invés de comentar a reportagem, Cardoso aproveitou para falar ao vivo sobre a crise entre ele e o titular do Alerta Nacional. “Eu também tive dificuldade, inclusive. Mas consegui vender o meu velhinho e troquei por um mais novo. Infelizmente, minha diretora, tem um apresentador aqui da casa… o Sikêra, pra gente dar nome aos bois. O cara que comprou o carro de mim, o João, eu estava com medo dele querer devolver. O Sikêra faltou dizer que eu maquiei o carro pra vender”, pontuou ele.

“Já pensou? O cara tira oito minutos do programa dele pra falar mal de mim, me chamar de gordo e dizer que eu vendi um carro tranqueira pro cara. Já pensou um negócio desses? É muita falta de matéria no programa dele. A gente tem que deixar algumas gavetas [termo utilizado para definir conteúdos não factuais e que podem ir ao ar independentemente da ocasião], minha diretora, lá pro Alerta, pra ver se o Sikêra tem o que falar lá e deixa a minha vida em paz. O cara quase devolveu o carro! Já pensou um negócio desse?”, questionou o âncora do Manhã no Ar.

Emanoel Cardoso era o apresentador do Alerta Amazonas antes da TV A Crítica fechar a contratação de Sikêra Jr., que estreou no programa policial em 23 de julho de 2019. Com a chegada do novo âncora, ele acabou transferido para a programação matinal da parceira da RedeTV! e passou a dividir o Manhã no Ar com Adrianne Diniz. Ele, porém, chegou a atuar como substituto do veterano no noticioso vespertino, e chegou a gravar pilotos para ser o substituto dele também no Alerta Nacional, mas acabou preterido por Mayara Rocha e Luiz Rodrigues.

A reportagem do TV Pop apurou que a emissora está tentando colocar panos quentes na situação e que tentará emplacar a narrativa de que o desabafo do jornalista não passou de uma brincadeira entre colegas. No entanto, nem mesmo os funcionários do canal compraram a versão criada pelos executivos da empresa. Os dois apresentadores já nem se seguem mais nas redes sociais: um levantamento feito pela plataforma SocialBlade aponta que Cardoso deu unfollow em duas pessoas no dia 3 de setembro, enquanto Sikêra deixou de seguir uma pessoa em 21 de agosto.

A seguir, veja o momento em que Emanoel Cardoso fala sobre a perseguição de Sikêra Jr.:

Leia mais