Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
VIVEU LUCIMAR

Maria Gladys detona remake de Vale Tudo pela Globo: “Não quero nem ver”

Foto de Maria Gladys
Maria Gladys detonou a produção do remake de Vale Tudo (Foto: Reprodução/YouTube)

Maria Gladys se mostrou completamente contrária à produção do remake de Vale Tudo (1988) pela TV Globo. A veterana afirmou que não assistirá à trama e garantiu que não quer saber quem será a profissional incumbida de interpretar sua personagem no folhetim. “Não quero nem ver!”, disparou a atriz, em entrevista ao portal NaTelinha.

“Uma outra Vale Tudo, eu acho um perigo! ‘Nada será como antes’, como diz a música. Vale Tudo, houve uma, aquele espetáculo! Foi um marco para a televisão e para todos os atores. Agora, é outra história”, avaliou a artista, que se destacou no cinema nacional entre os anos 1960 e 1970.

+ Mesmo em dia desastroso, Ana Paula Araújo é elogiada no Fantástico: “Espetacular”
+ Sem compartilhamento de senhas, Netflix é processada por quase mil clientes brasileiros

Maria Gladys avaliou que as críticas ao remake de Vale Tudo devem ser bem duras, tendo em vista a importância da novela original no cenário audiovisual. “Remake é uma coisa tão delicada! Fica todo mundo comparando. ‘O outro era melhor, essa não faz bem, eu gostava era da Regina Duarte’… Não é assim?!”, pontuou.

A atriz se recusou a palpitar qual atriz da nova geração poderia dar vida à Lucimar, sua personagem em 1988. “Não quero nem ver quem vai fazer meu personagem! Em novela, o papel vai se desenvolvendo conforme o ator vai contribuindo. Então, eu tenho muito a ver com o meu personagem. Eu inventava algumas coisas, eles [os autores] gostavam, criavam em cima da minha invenção… Agora, um remake vai ser outra coisa. E tem mais é que ser outra coisa mesmo!”, disparou.

Vale Tudo é a nova grande aposta da TV Globo

O remake de Vale Tudo será a principal aposta da TV Globo para a comemoração de seus 60 anos. A autora Manuela Dias, de Justiça (2016) e Amor de Mãe (2020), será a responsável por recriar a obra, escrita Gilberto Braga (1945-2021), Leonor Bassères (1926-2004) e Aguinaldo Silva. A trama é considerada por muitos estudiosos a melhor novela da história da teledramaturgia brasileira.

Leia mais