APÓS 10 ANOS

César Tralli se emociona em despedida do SP1: “Momento bem difícil”

César Tralli e Alan Severiano no estúdio dos telejornais locais da Globo em São Paulo
César Tralli se emocionou ao se despedir do SP1, onde ficou por dez anos (foto: Reprodução/Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Âncora do SP1 na Globo em São Paulo por 10 anos, César Tralli se emocionou ao passar a apresentação do telejornal para Alan Severiano na edição exibida nesta quarta-feira (13). O jornalista de 50 anos disse que vive um “momento difícil” ao deixar o noticioso. Com a ida de Maria Júlia Coutinho para o Fantástico, substituindo Tadeu Schmidt, Tralli assume o Jornal Hoje. “Chegou um momento bem difícil aqui para mim e imagino que para vocês também. Estou me despedindo do SP1 depois de dez anos tendo o privilégio de te fazer companhia nessa sua pausa sagrada para o almoço”, começou Tralli. “Quero te agradecer do fundo do coração por tanto carinho, por confiar no meu trabalho, por essa relação de respeito e de confiança, repito, e de muito amor que nós construímos e que cultivamos nesse tempo. Vocês são demais”, afirmou.

Na despedida, César Tralli pediu que o telespectador do jornal local acompanhasse também o Jornal Hoje. “Quero aproveitar para fazer um pedido, que tem sabor de convite: tente alongar ao máximo o seu horário de almoço. Aí você começa no SP1, assiste ao Globo Esporte e aí vou te encontrar feliz no Jornal Hoje”, convocou o apresentador. “A maioria de vocês já deve saber. A Maju foi para o Fantástico, e eu fui escolhido para esse grande desafio que vai ser substituí-la no Jornal Hoje. E quem vai estar contigo no meu lugar é um amigo e profissional que admiro muito: o nosso querido Alan Severiano”, continuou o marido de Ticiane Pinheiro.

Em seguida, Tralli recebeu Alan Severiano no estúdio e lamentou por não poder dar uma recepção calorosa por conta da crise sanitária. “Alan, queria te dar um abraço e um beijo sem máscara. Mas a gente sabe que ainda não é hora de fazer isso. Mas essa hora haverá de chegar e vou fazer isso de tanto que gosto de você”, avisou. “Queria dizer para você cuidar bem desse jornal tão especial, legal e espetacular, com essa equipe maravilhosa”, elogiou. Alan agradeceu o colega e destacou a jornada de César Tralli no comando do SP1 ao longo dos últimos dez anos: “Obrigado pela acolhida calorosa. Você é isso que estamos vendo aqui. Me acolheu com todo o carinho. Agradeço muito e te admiro há muito tempo. Para mim, é uma felicidade muito grande fazer o SP1”.

“Queria agradecer à TV, aos amigos, à família e aos parentes que me apoiaram até agora. É uma honra e também uma responsabilidade enorme vir depois do Tralli, que tem essa conexão excepcional com a cidade. E tem essa proximidade incrível com o telespectador, e é isso que a gente quer manter”, disse Severiano. Natural de Natal, no Rio Grande do Norte, ele fez um breve relato sobre sua relação com a maior metrópole do Brasil. “Essa cidade que me acolheu há mais de 20 anos. Você sabe, sou de Natal, no Rio Grande do Norte, e sempre me senti muito à vontade em São Paulo. Aqui eu construí minha família e tive todas essas oportunidades. Quero dizer que nosso compromisso continua sendo com o jornalismo, com informação útil e relevante e com a proximidade com o telespectador”, afirmou. “Então, já faço um apelo para que vocês mandem sugestões, ideias e queixas. Continuem reclamando bastante que é desse jornalismo que a gente gosta. Queria te desejar [César Tralli], muito sucesso nessa nova estrada, nesse longo caminho no Jornal Hoje no lugar da nossa queridíssima Maju Coutinho”, finalizou Alan Severiano.

Leia mais