MUDANÇAS

Neto de Roberto Marinho vira presidente da Globo em 2022

Imagem dos executivos Jorge Nóbrega e Paulo Marinho
Jorge Nóbrega e Paulo Marinho; conglomerado anunciou mudanças na presidência do Grupo Globo e da Globo (foto: Globo/Sergio Zalis)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O executivo Jorge Nóbrega está deixando a presidência do Grupo Globo e da Globo. Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (14), a empresa informou que João Roberto Marinho assumirá a presidência do Grupo Globo e Paulo Marinho, atual diretor de Canais da Globo, comandará a Globo (Globo Comunicação e Participações S.A). Nos próximos três meses, Jorge Nóbrega e Paulo Marinho conduzirão juntos o processo de transição na Globo. “A substituição, planejada já há algum tempo, faz parte da jornada de profunda transformação digital da empresa, que foi iniciada por Nóbrega em setembro de 2018 e que estará a cargo de Paulo Marinho a partir do ano que vem”, diz o texto enviado pelo conglomerado de mídia à imprensa.

Na Globo desde 1996, Jorge Nóbrega, de 67 anos, assumiu a presidência do Grupo em 2017, sendo o primeiro presidente a não fazer parte da família Marinho. Com a sua saída, João Roberto Marinho passará a estar à frente do Conselho de Administração e também do Grupo Globo – hoje formado pela Globo, pela Editora Globo, pelo Sistema Globo de Rádio, pela Globo Ventures e pela Fundação Roberto Marinho. Nóbrega continuará a integrar o Conselho de Administração do Grupo Globo, que, presidido por João Roberto Marinho, é composto por Roberto Irineu Marinho e José Roberto Marinho, como vice-presidentes, e por Paulo Marinho, Roberto Marinho Neto e Alberto Pecegueiro, como conselheiros.

João Roberto Marinho seguirá também no comando do Conselho Editorial, responsável por discutir e propor orientação e alinhamento em questões editoriais, e do Comitê Institucional, que tem o papel de acompanhar e propor linhas de atuação para as relações institucionais do Grupo Globo. A gestão de Jorge Nóbrega na Globo foi marcada pela adoção de um novo modelo operacional que, com o apelido de UmaSóGlobo, unificou, sob a marca Globo, a TV Globo, a Globosat, a Globo.com, o Globoplay, a diretoria de Gestão Corporativa e a Som Livre, que recentemente foi vendida para a Sony Music.

Paulo Marinho é diretor de Canais da Globo desde 2020 e é formado em Administração. Tem 44 anos e uma longa trajetória nos negócios do Grupo. Desde 1998, vem atuando nas diferentes empresas, tendo sido coordenador de Conteúdo e Marketing no Sistema Globo de Rádio, diretor dos canais infantis Gloob e Gloobinho, da VIU Hub, diretor-geral de Canais e Conteúdo da então Globosat e, desde 2020, é o responsável pelos canais de TV aberta e por assinatura e também pela rede de afiliadas da Globo. Ele é filho de José Roberto Marinho e neto de Roberto Marinho (1904-2003), fundador da Globo. Em fevereiro de 2022, Paulo receberá de Nóbrega o comando de uma Globo que hoje reúne a TV Globo, seu canal de TV aberta; 26 canais de TV por assinatura; o Globoplay, maior plataforma brasileira de streaming; e serviços e produtos digitais, como o G1 no jornalismo, o GE.globo no esporte e o Gshow no entretenimento, entre outros.

Leia mais