Campeã do BBB20, Thelma analisa comportamento de Karol Conká no reality

Thelma fez desabafo sobre a conduta de Karol Conká no BBB21 (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A médica Thelma Assis, campeã da temporada anterior do BBB, publicou um vídeo no YouTube comentando o que e como fez para ganhar o reality da Globo. A colaboradora do Bem Estar entrou como uma anônima e desbancou grandes nomes como Manu Gavassi e Rafa Kalimann. “A minha estratégia era que no primeiro mês, eu não poderia ir ao paredão de jeito nenhum. Sabe aquela regra: fuja do paredão? Então, eu já entrei com ela [ideia]”, contou ela. “Quando eu entrei, logo que a gente fez a primeira prova pra ganhar a imunidade. Nesse ano, o próprio Tiago [Leifert] comentou que eles fizeram isso por terem ficado com um certo receio de que os pipocas [grupo dos anônimos] ficassem em desvantagem em relação ao grupo do camarote [famosos]”, relatou.

Na sequência, a paulistana contou sobre um termo muito usado no programa que são as plantas e disse ter ressignificado a palavra na edição. “Eu ressignifiquei o sentido de planta na minha edição porque a minha estratégia era observar. Quem é o mocinho? Quem é o mais inteligente? Quem acha que sabe de tudo? Eu fiquei lá observando, mas nunca deixei de me posicionar. Se você deixa de se posicionar, você sai de sabonete e isso o povo brasileiro não gosta”, afirmou ela.

“Toda vez que tinha um jogo da discórdia, eu amava que ali eu podia me posicionar. Dedo duro é fantástico! Você ter a chance de descobrir se tem alguém votando em você ou em algum aliado seu. Chega uma hora que você precisa se comprometer e o que isso significa? Se tornar alvo! Antes da metade do jogo, eu acho qualquer paredão muito arriscado”, disparou Thelma.

“Uma pessoa no BBB21, a Karol Conká, afirmou que eu só venci porque eu precisei da proteção das minhas amigas brancas. Eu fiquei pensando: de que tipo de proteção que ela tá falando? Existem dois tipos de proteção que é você se proteger dentro do jogo e eu fiz isso muitas vezes sozinha. Defender amiga, a gente defende no jogo e na vida. Eu tenho certeza que em alguns momentos que eu não estava no recinto, Manu Gavassi me defendeu. Rafa Kalimann me defendeu assim como eu também defendi as meninas”, disse a ganhadora do BBB20.

“Infelizmente, não era dessa proteção que ela [Karol] estava falando. Ela estava falando da proteção aqui de fora que as meninas tinham uma torcida imensa e que ainda assim eu consegui vencer. Qual foi a forma que eu arranjei pra ganhar? Foi não brigando com os meus, não desmerecendo, não passando por cima de ninguém e não me achando melhor que ninguém. Eu acho que só isso em um lugar cheio de câmeras por 98 dias já seriam suficientes para conquistar a vitória sem precisar da proteção de amigas brancas. Se a Karol sair um dia e ver isso, ela vai entender como dói uma mulher negra invalidando que a sua vitória veio de outras pessoas e não de você”, finalizou Thelma.

Leia mais