COM APENAS 17 ANOS

Luara Fonseca desabafa após enxurrada de críticas: “Tô cansada”

Luara Fonseca desabafou nas redes sociais por cobranças que recebe como influenciadora
Luara Fonseca desabafou nas redes sociais por cobranças que recebe como influenciadora (foto: Reprodução/Internet)

Luara Fonseca usou o YouTube para publicar um vídeo de desabafo. A influenciadora de apenas 17 anos relatou as inúmeras críticas que recebe por qualquer coisa que ela faça. A jovem acumula mais de 18 milhões de seguidores nas redes sociais e não é a primeira vez que ela precisa desabafar quanto ao discurso de ódio na internet. “Eu pensei muito se eu iria fazer isso e eu estou cansada de chorar até não conseguir mais abrir os olhos”, começou.

“Eu tô muito estressada. Eu não aguento mais o excesso de cobranças em cima de mim. Eu tenho vontade de voltar a ser eu e não consigo. Eu vou ter que aparecer assim [chorando] para vocês entenderem? Eu vou ter que mostrar os remédios manipulados que eu estou tomando para que vocês entendam? Eu vou ter que filmar as crises de falta de ar que eu tenho para que vocês entendam? Eu não queria me expor, mas tá sendo necessário”, desabafou.

A influenciadora relatou que existem muitas pessoas que acreditam que quem trabalha na internet precisa lidar com o ódio. “As pessoas tem mania de falar que quem trabalha com a internet precisa aceitar ódio, de onde vocês tiraram isso? Por muito tempo eu fiquei pensando que não podia falar algo porque daria hate. Se eu falar alguma coisa errada, acabou a minha carreira? Eu tô cansada. Eu fui chamada para um podcast e eu não tenho coragem de ir. Por mais que eu não dê motivos, vocês querem acabar com a minha carreira”, lamentou Luara Fonseca.

“Eu cheguei em um ponto de discutir com a minha mãe pela instabilidade que vocês estão causando com a gente. Eu estou há sete anos na internet! É muito fácil crescer na internet agora, eu tô há muito tempo fazendo isso e vocês tem a coragem de desmerecer o que a gente faz. Vocês não me deixam ser eu e preciso ser o mais impecável possível”, declarou.

Leia mais