PARTICIPANTE DO BBB22

Saiba quanto Jade Picon fatura com publicidade nas redes sociais

Imagem com foto da influenciadora Jade Picon
Jade Picon é uma das influenciadoras mais famosas do Brasil (foto: Globo/Fábio Rocha)

Considerada uma das influenciadoras mais famosas do Brasil, Jade Picon entrou no Big Brother Brasil 22 na última quinta-feira (20) e imediatamente virou meme nas redes sociais por ser uma jovem rica que aceitou participar do reality show da Globo que tem como prêmio máximo R$ 1,5 milhão. Aos 20 anos, além de produzir conteúdo para seus quase 15 milhões de seguidores no Instagram, ela também é dona de uma marca de roupas e empresta seu nome para vários produtos licenciados.

“Estou colocando em jogo toda minha história e meu trabalho. Tenho muito a perder, mas estou confiante. Tenho certeza de quem eu sou e das minhas convicções. Vai ser uma experiência que vai me transformar… Estou encarando esse programa como uma viagem fora da minha bolha. Não são 15 segundos, não tem filtro e não tem corte. É a maior loucura da minha vida”, disse ela antes de ser confinada em Curicica, zona oeste do município do Rio de Janeiro onde estão localizados os Estúdios Globo.

Em conversa com o site Notícias da TV, o empresário Thiago Cavalcante, especialista em negócios digitais, fez uma projeção de quanto ganha por mês uma influenciadora do nível de Jade Picon. “A Jade atua em um nicho muito específico, do público teen, com viés fashion, beleza, moda, etc. O público teen é o maior da internet e, por isso, a Jade acaba conquistando muitos fãs, seguidores e um engajamento muito alto. Por ter outras fontes de receita, além do marketing de influência, a Jade chega a faturar entre R$ 2 milhões e R$ 5 milhões por mês”, diz o profissional.

Leo Picon, irmão da influenciadora, disse no ano passado que ela cobra R$ 250 mil para fazer uma “publi” nas redes sociais. Com isso, ela faturaria o prêmio do Big Brother Brasil com apelas seis propagandas. “A Jade Picon, além de influenciadora é empresária. Conta com alguns negócios em conjunto com o irmão Léo Picon e, por este motivo, a sua receita acaba já sendo maior do que a dos influenciadores. Nós, da Inflr [startup especializada em marketing de influência], acreditamos que os influenciadores, num futuro próximo, se tornarão marcas, e a Jade já se antecipou a este movimento, colocando o nome dela em algumas linhas de produtos e afins”, finalizou o empresário.

Leia mais