Equipe da Globo é ameaçada ao vivo após tiroteio

Equipe da TV Gazeta, afiliada da Globo no ES, é ameaçada por bandidos (foto: Reprodução/TV Gazeta)
Equipe da TV Gazeta, afiliada da Globo no ES, é ameaçada por bandidos (foto: Reprodução/TV Gazeta)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Na manhã desta terça-feira (2), bandidos armados ameaçaram e expulsaram funcionários de duas emissoras de TV no município de Serra, no Espírito Santo. Um repórter da TV Gazeta, afiliada da Globo, estava ao vivo quando foi abordado pelos criminosos. Os jornalistas estavam no bairro Planalto Serrano para cobrir uma intensa troca de tiros que aconteceu horas antes. A ameaça aconteceu por volta das 7h durante a participação da equipe da Globo no Bom Dia ES. Outra equipe de reportagem, da TV Tribuna, afiliada do SBT, também sofreu ameaças no local. Nenhum profissional ficou ferido e ninguém foi preso.

Na TV Gazeta, o repórter Diony Silva narrava a movimentação no bairro quando dois bandidos armados passaram de moto. Eles pararam e o carona ordenou, em tom de ameaça, que a equipe apagasse as imagens feitas no local e saísse da área imediatamente. Diony interrompeu a entrada ao vivo e escutou as ordens do criminoso. Em seguida, um deles efetuou um disparo de arma de fogo. Mário Bonella, apresentador do telejornal, continuou apresentando o Bom Dia ES preocupado com a equipe. Os jornalistas saíram da comunidade e a Polícia Militar foi acionada.

A afiliada da Globo divulgou um comunicado em que repudiou a ação dos criminosos que impediram a população de ser informada: “A Rede Gazeta lamenta o episódio de violência sofrido pelas equipes da TV Gazeta e da TV Tribuna. Também se solidariza com todos os cidadãos que, dia após dia, se veem reféns da criminalidade e da ousadia de bandidos. A Rede Gazeta destaca, ainda, que segue um código de conduta para preservação de seus funcionários. O nosso jornalismo não se intimidará com este episódio e continuará atuando, com precisão e equilíbrio, a favor da sociedade”.

Renato Casagrande (PSB), governador do Espírito Santo também lamentou o ocorrido: “Lamentamos profundamente episódio ocorrido com moradores e equipes de TVs ameaçadas por criminosos hoje na Serra. Não há espaço para esses atos no ES. Mobilizamos nossas forças segurança para identificação/punição dos responsáveis. Trabalhamos incansavelmente para redução da violência”.

Leia mais