Mãe de Ludmilla sobre o pai da cantora: “Preso oito vezes assaltando”

Silvana Oliveira, mãe de Ludmilla, usou suas redes sociais para falar sobre o pai da cantora (foto: Reprodução/Instagram)
Silvana Oliveira, mãe de Ludmilla, usou suas redes sociais para falar sobre o pai da cantora (foto: Reprodução/Instagram)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Silvana Oliveira, mãe de Ludmilla, usou suas redes sociais para expor o pai da cantora, Luiz Antônio da Silva. Em vídeos publicados na ferramenta stories do Instagram, ela rebateu as acusações do ex-marido à imprensa e afirmou que ele foi preso por oito vezes por assalto. “Como você mente descaradamente. Você fala que ficou preso por dois anos, quando, na verdade, você foi preso oito vezes, cometendo oito delitos, assaltando saidinha de banco, mulher, idoso e gestante (…). A primeira vez que ele foi preso a Ludmilla tinha 1 mês e 13 dias. Esse homem nunca deu nada para minha filha”, desabafou Silvana.

Segundo Silvana, ela conheceu Luiz Antônio aos 14 anos de idade numa comunidade na Pavuna, no Rio de Janeiro. Ela contou também que os dois namoraram quando ela tinha 17, mas que se separou dele quando ele foi preso. “Quando você foi preso pela segunda vez, que para mim era a primeira, eu não te abandonei, continuei te visitando, só que os seus papos eram sempre os mesmos: que ia sair de lá e fazer de novo. Então, meti o pé, e depois você foi preso mais seis vezes, imagina se eu estou contigo nessa? E outra coisa: não usufrui do seu dinheiro do roubo, porque eu sai fora”, continuou.

Ela também disse que Ludmilla ajudava o pai financeiramente. “A Ludmilla, ainda que esse traste não presta, não vale nada, ela tem um bom coração e sempre gostou dessa porra desse homem. Por mim, ela nem procurava mais esse homem, porque ele fez muito mal a mim e a minha filha. Mas, enfim, é pai, eu nunca tirei esse direito dela, tanto que ela tinha 1 mês e 13 dias quando ele foi preso, se eu não quisesse que ela não soubesse quem era o pai, eu escondia dela. Nunca fiz isso. Por mais que não preste, eu sempre falei: ‘não presta, mas é seu pai’”.

Silvana disse que na época em que Ludmilla começou como MC Beyoncé, Luiz Antônio estava preso pela sétima vez. “Saiu (da cadeia), e ela, escondida de mim, alugou uma quitinete para ele e dava R$ 400 por semana para esse camarada. E o que ele fez? Ele roubou de novo, porque é mais fácil roubar gestante e idoso na saidinha de banco. Ela ficou muito triste e disse: ‘Poxa, logo eu pensei na minha avó saindo do banco, e chega um filha da mãe desse e leva o dinheiro…. Eu não quero mais aproximação com ele’”.

Ludmilla ainda tirou o pai da cadeia, levou para a casa dela e passou a dar uma mesada de R$ 1,6 mil, além de ajudá-lo com um trabalho. “Ela trouxe ele para dentro de casa. Só que para uma pessoa que tem a vida muito fácil como ele tinha, R$ 1.6 mil para esse cara não é nada. Ele queria mais. Há cinco meses, ela parou de dar essa grana para ele, porque ele ainda ganhando esse dinheiro, ficava dizendo por aí que está passando fome. Ela tentou trazer ele para a sociedade, a Ludmilla comprou um ponto para ele vender iogurte numa banquinha da Pavuna, e ele torrou tudo, ficou sem nada. Porque para ele, tem que vir fácil”, desabafou Silvana. “Então, desde esses cinco meses para cá, esse homem sente uma saudade da filha”, disse ela, ironizando. “Ele arrumou advogado para chantagear…Ele é um ingrato!”, finalizou.

Leia mais