BBB21: Sarah assume gostar de Jair Bolsonaro

Sarah deixou de seguir Bolsonaro com medo de ser cancelada (foto: Globo/Fábio Rocha)
Sarah deixou de seguir Bolsonaro com medo de ser cancelada (foto: Globo/Fábio Rocha)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Considerada uma das favoritas do Big Brother Brasil 21, Sarah pode ficar longe de colocar as mãos no prêmio de R$ 1,5 milhão do reality show. Na madrugada desta sexta-feira (5), durante conversa no quarto colorido, a sister tocou no assunto política e assumiu gostar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Sarah, João, Gil, Fiuk, Thaís e Viih conversavam sobre o que poderia ter acontecido do lado de fora enquanto eles estão confinados nos Estúdios Globo, local conhecido pelos prestadores de serviço que trabalham no programa por aglomerar aranhas, cobras e outros animais peçonhentos atrás dos vidros onde ficam as câmeras.

“Será que alguém morreu?”, questionou João. A princípio, o grupo ficou surpreso com a pergunta do brother, mas acabaram se divertindo com a pergunta. “Impeachment de algum presidente, de algum país?”, sugeriu Sarah. “Não do nosso, eu gosto dele!”, completou a sister.

Há algumas semanas, Sarah contou que seguia Bolsonaro nas redes sociais, mas que deixou de segui-lo por medo de ser cancelada pelo público que acompanha o reality. Ela disse que viu que uma participante que teve o “nome vazado” foi achincalhada e cancelada pelo público por seguir o presidente. “Eu gostava de ver o que era postado. Aí, eu vi e: ‘Ui! Vou parar de seguir”, disse ela, que é brasiliense.

Além de falar que gosta de Bolsonaro, Sarah também se queimou fora da casa depois que a edição do programa mostrou ela e Gilberto criticando Carla e Juliette com a recém-eliminada, Lumena Aleluia. A sister chegou a perder 100 mil seguidores no Instagram por causa da conversa.

 

Leia mais