NOS ESTADOS UNIDOS

Participante detona MasterChef e afirma ter sido obrigado a gravar doente

Leo Young no cenário do MasterChef Brasil
Leo Young é um dos mais famosos participantes do MasterChef Brasil: programa virou caso de polícia nos EUA (foto: Reprodução/Band)

A edição americana do MasterChef está passando por um grande escândalo na justiça. A equipe da FOX, nos Estados Unidos, está sendo processada por uma participante, Mary Jayne, que declarou ter sofrido um AVC (acidente vascular cerebral), enquanto gravava a décima primeira edição do programa e foi obrigada a continuar a gravação. A mulher revelou que foi pressionada por uma produtora para continuar filmando durante 14 horas. A funcionária impediu que a mulher obtivesse assistência médica.

Segundo um processo que foi obtido pelo TMZ, tudo ocorreu em 10 de março de 2020. A mulher declarou aos produtores que não estava passando bem e que não conseguiria passar o dia gravando devido a rotina exaustiva. Os funcionários da emissora teriam insistido que ela continuasse para gravar um desafio. Ela declarou que comunicou ao médico do estúdio que estava com problemas de mobilidade e não conseguia mexer a perna. Durante o dia, ela voltou a se queixar com os produtores do programa.

Três funcionários do MasterChef estão sendo processados por Mary Jayne. De acordo com os documentos obtidos, ela só obteve assistência médica após um dos concorrentes insistirem de que ela precisaria ser encaminhada a um hospital. A participante chegou a “desaparecer” da edição sem maiores explicações, com a desculpa de que teve um problema de saúde e estava bem. A participante era uma pessoa com histórico de doenças e era de conhecimento dos colaboradores que ela lutou contra um câncer duas vezes.

Não tem sido um ano fácil para a equipe da FOX nos Estados Unidos, já que em fevereiro deste ano, durante o programa The Masked Singer, foi revelado Rudy Giuliani, ex-prefeito de Nova York e advogado de Donald Trump. Os jurados Ken Jeong e Robin Thicke deixaram o palco em protesto contra a escolha da figura controversa da política americana para participar da atração.

De acordo com o site Deadline, a dupla acabou recuando da fuga do palco e acabou voltando para a gravação, ao lado das também juradas Jenny McCarthy e Nicole Scherzinger. Os trabalhos foram retomados, mas o clima no reality show continuou bélico, já que Jeong e Thicke protagonizaram um acalorado bate-boca com Giuliani. Nas redes sociais, a escolha da FOX também não agradou boa parte dos telespectadores, incomodados com a escolha de uma figura tão próxima de Donald Trump para participar de um programa com índices expressivos de audiência.

 

Leia mais