Anitta fala sobre machismo e desabafa sobre objetificação feminina

Anitta ficou revoltada com publicação feita pelo cantor Arcangel (foto: Montagem/Redes Sociais)
Anitta ficou revoltada com publicação feita pelo cantor Arcangel (foto: Montagem/Redes Sociais)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O cantor Arcangel que fez parceria com a cantora Anitta na música Tócame, fez uma publicação criticando mulheres que “mostram a bunda nas redes sociais”. “Querem que te respeite como mulher, blablablá! Mas você continua mostrando a bunda nas redes sociais por curtidas! As mulheres que se comportam se diferem, e se catalogam como damas”, disparou ele. A funkeira, porém, não gostou nadinha e decidiu mandar uma senhora indireta para o colega.

“Esta sou eu, mostrando minha bunda no meu Instagram. Agora uma pergunta temática especial pelo Dia da Mulher, que foi ontem [8 de março]… você pode utilizar as bundas de mulheres em seus clipes e escrever letras explícitas para ganhar views, mas ao mesmo tempo dizer que as mulheres que mostram suas próprias bundas em suas redes sociais não merecem respeito? Estou confusa”, rebateu ela, publicando justamente uma foto de biquíni.

“Botando o significado de dama e cavalheiro no Google, chego a conclusão que faço mais justiça à palavra do que muitos caras por aí que querem as mulheres damas, mas não têm nada de cavalheiros. Feliz dia das mulheres. Que merecem respeito com ou sem a bunda de fora. Seja em seu Instagram ou nos clipes de homens que acreditam que devem existir mulheres de um tipo para explorá-las no que convém e mulheres de outro tipo para que sejam deles. Paz, amor e coerência”, escreveu a cantora.

Logo depois, a cantora fez uma sequência de stories no Instagram dizendo que conversou com o cantor e que sempre soube que não era para ela a indireta, porém, o comentário a afetava como mulher. “Expliquei que isso [que ele contou] tem a ver com mentiras, caráter e com outras coisas. Eu também expliquei que isso [a crítica nos stories] cabe às mulheres em geral. Eu creio que nada sai do 0 para 100 em duas horas de conversa, então, creio que seja um processo. Os homens são machistas, pensam coisas equivocadas sobre as mulheres porque nasceram e cresceram aprendendo de uma forma muito errada”, contou a morena.

“As mulheres têm que ser livres para fazer o que quiserem com seus corpos e com suas vidas. Se eu canto que vou em festas e que sou louca, eu quero seguir tendo respeito. Não há mulher para isso ou para aquilo. Só estou dizendo que esse tipo de coisa [indústria da música] muda a vida de muitas mulheres, da indústria em geral e a forma como a sociedade se comporta”, afirmou.

A cantora explicou que a sequência de vídeos não era para o cantor Arcangel exclusivamente, mas para todo mundo. “Eu não respeito é o mau caratismo, a mentira, porque isso não respeito. Mas as pessoas que fazem o que quiserem fazer das suas vidas, eu respeito. Por último, não estou brigando com Arcangel, como já disse, pois ele está disposto a aprender e que aprenda mais. Esta mensagem é muito mais geral, pois há muita gente que não fala em suas redes sociais, mas pensam e agem assim em suas vidas”, concluiu.

Leia mais